Acne neonatal

Há alguns dias, uma seguidora sugeriu que eu falasse sobre um tema que ainda gera muitas dúvidas entre mães de recém nascidos: a acne neonatal.

Bom, vou começar explicando que a acne neonatal é um problema que não é incomum entre bebês. Ela costuma acometer mais de 30% dos bebês e o Leo, inclusive, foi um dos bebês que teve esse probleminha.

Então, agora, vou responder algumas dúvidas que costumam surgir sobre ela. Ok?

Fonte da imagem: http://guiadobebe.uol.com.br/acne-neonatal/

O que é a acne neonatal?

Como a acne que aparece durante a adolescencia, a acne neonatal significa o aparecimento de pequenas espinhas e cravos na pele do bebê. As lesões formadas se caracterizam por cravos pretos ou brancos, espinhas avermelhadas e, em casos menos comuns, espinhas com pus. Estranho né? Sim, pode parecer bem estranho, mas não é. Como eu disse, mais de 30% das crianças costumam desenvolve-la após o nascimento.

Qual é a causa da acne neonatal?

Ela é uma reação da pele do bebê à transferência de hormônios da mãe para o seu organismo. Ou seja, durante a gestação, o pós parto e a amamentação, hormônios da mãe passam para o bebê. E bebês com uma predisposição genética a “estranhar” esses hormônios, um tempo depois do nascimento, acabam reagindo e desenvolvendo a tal acne neonatal.

Quando ela aparece?

Comum entre a terceira e a quarta semanas de vida da criança.

Quanto tempo dura?

Pode durar até seis meses.

Ela é perigosa, dói ou deixa cicatriz?

A resposta é não. Ela não é perigosa, ela não dói e nem deixa cicatrizes.

Pode espremer?

Não, não se deve espremer e nem esfregar a acne neonatal. A pele do bebê é muito sensível e não se deve mexer na acne justamente para evitar machucados.

O que aplicar?

Pode-se passar algo em cima para ajudar a curar a acne neonatal? A resposta também é não. Nem óleos, nem cremes e nem pomadas devem ser aplicados, já que eles podem obstruir os poros e piorar ainda mais essa reação da pele.

Como tratar?

Não existe tratamento a não ser higiene adequada, lavando o rosto do bebê durante o banho, somente com água ou com água e sabão suave, indicado para a pele do bebê (e sem esfregar, só passando a mão).

Quando aparece um pouco mais tarde

E se a acne aparecer um pouco mais tarde e não logo após o nascimento do bebê?

Há casos em que a acne aparece por volta do terceiro mês do bebê e não entre a Terceira e quarta semana. Nesse caso, o problema é chamado de acne infantil e pode perdurar um pouco mais (por volta de 3 anos) e ser mais severo (aparecendo uma quantidade maior de cravos e espinhas). Nesse caso, a acne se parece mais com a acne que temos durante a adolescência, já que a causa são os folículos da pele (canais do pelo) que entupidos entupindo e aí não acontece a liberação do sebo produzido pelas glândulas sebáceas.

Importante!!!

Caso apareçam verdadeiras bolhas ou espinhas com pus em qualquer parte do corpo, deve haver um exame cuidadoso, já que elas podem ter sido causadas por herpes viral. Nesse caso, leve seu filho para uma avaliação imediata com medico.

E mais um alerta: mesmo que o seu filho se encaixe na descrição de acne neonatal ou acne infantile feita aqui nesse video, o ideal é que o diagnóstico seja sempre dado por um medico. Ok? Por isso, sempre, em caso de dúvidas, consulte o seu pediatra.

 

Curta e compartilhe esse post nas redes sociais:
Pinterest