35 coisas que você irá sentir no primeiro ano de vida do bebê

35 coisas que você irá sentir no primeiro ano de vida do bebê


6 de junho de 2016

 

Há alguns dias, me peguei pensando em como a maternidade é um turbilhão de sentimentos. E parece que, no primeiro ano de vida do bebê, eles são ainda mais numerosos, antagônicos e intensos.

Seja pela falta de sono, pelo excesso de amor ou até mesmo pelas variações hormonais, a verdade é que nós experimentamos nos primeiros meses de vida do bebê um tsunami de emoções. Todas fortes, que nos levam ao céu ou nos derrubam por terra, mas nunca passam despercebidas.

É nesse período que fazemos as maiores descobertas e superamos os maiores desafios e, talvez também por isso, que tudo é tão intenso, significativo e memorável.

Sim, o que você viver e sentir no primeiro ano de vida do seu filho você não irá esquecer nunca. Isso ficará gravado na sua memória, no seu DNA, na sua alma. Quem é mãe e já passou pelo primeiro ano de vida do bebê, sabe bem disso.

primeiro ano de vida do bebe
Photo Credit: Nick Fedele via Compfight cc

Então, aqui, a lista das 35 coisas que você irá, com toda certeza desse mundo, sentir no primeiro ano de vida do seu bebê.

  1. Medo do desconhecido.
  2. Insegurança.
  3. Dor ao ver seu filho se contorcer de cólica.
  4. Sono. Muito sono, um sono descomunal.
  5. Prazer quando você pode dormir mais de 5 horas seguidas.
  6. Euforia quando ele passa a dormir a noite inteira.
  7. Angústia ao descobrir que seu filho está doente.
  8. Saudade do tempo que você podia dormir até tarde.
  9. Nostalgia do tempo que você comia as refeições quentes.
  10. Curiosidade de saber quando ele irá sentar, andar, falar pela primeira vez.
  11. Alegria de vê-lo fazendo essas coisas pela primeira vez.
  12. Paixão ao ver o seu primeiro sorriso.
  13. Arrependimento por ter perdido a paciência.
  14. Culpa por achar que não está fazendo as coisas certas
  15. Ciúmes quando ele prefere outra pessoa a você.
  16. Dó quando ele sofre por algum motivo.
  17. Tristeza ao vê-lo doente.
  18. Felicidade ao vê-lo saudável.
  19. Empatia ao perceber que outras mães passam pelas mesmas dificuldades que você.
  20. Vergonha de admitir que há horas que você tem vontade de fugir.
  21. Decepção quando você percebe que poderia ter dado mais de você.
  22. Esperança quando as coisas não estão bem, mas você quer, de todo coração, que elas melhorem.
  23. Frustração quando as coisas não saem como o planejado.
  24. Gratidão quando ele se recupera de uma doença.
  25. Preguiça de colocar salto alto ou qualquer roupa que não seja confortável.
  26. Solidão nos dias e dias sozinha em casa.
  27. Cansaço pelas horas intermináveis cuidando dele.
  28. Melancolia fruto do cansaço e solidão dos primeiros meses.
  29. Pânico de que algo de ruim aconteça com ele.
  30. Raiva dos pitaqueiros de plantão.
  31. Remorso de ter brigado com ele.
  32. Pena quando ele se machuca.
  33. Orgulho do filho lindo que você gerou e está criando.
  34. Alívio, por ver o seu filho chegando ao fim do primeiro ano de vida com muita saúde.
  35. E, principalmente, AMOR. Um amor incontrolável, inexplicável, que você jamais imaginou existir.

E você, o que incluiria nessa lista?