Adenovírus - o que é e sintomas

Adenovírus – o que é e sintomas


23 de junho de 2014

adenovirusHá algumas semanas, o Leo ficou bem ruinzinho. Começou com uma febre forte, bem forte mesmo (passou de 39 graus), depois ficou manhosinho (só queria colo e chorava muito) e, por fim, parou de comer. Isso tudo foi bem rápido, na verdade, meio que tudo junto, e eu, que não gosto de esperar muito, logo o levei para o pronto socorro para checar o que era.

Logo que chegamos lá, a médica já deu o diagnóstico: ele está com amidalite. Sua garganta estava cheia de placas e aí não restavam muitas dúvidas de que a causa da febre era essa. Nesse ponto, só restava confirmar se era uma amidalite causada por vírus ou por bactéria. Fizeram coleta de material da garganta do Leo e mandaram para avaliação. Duas horas depois, já havia saído o resultado do primeiro exame: negativo. Ou seja, a primeira bactéria estava descartada. Mas ainda faltava aguardar o resultado do segundo exame, que só sairia em dois dias. Esse poderia dar positivo (a causadora do problema seria outra bactéria) ou negativo (aí confirmaríamos que o causador do estrago era um vírus). Deu negativo.

“De posse” desses dois exames, confirmando que não tinha bactéria na história, os médicos puderam dar “nome aos bois” e aí apareceu a real causa de tanto mal estar do Leo: adenovírus. Um vírus forte, chato, bad, bad, bad mesmo.

Abaixo, explico um pouco o que é o adenovirus, seus sintomas, como o problema pode ser identificado e tratado e qual o tempo médio de recuperação. Espero que as informações sejam úteis.

Mas afinal, o que é o adenovírus que virou a nossa vida de pernas para o ar por uma semana?

Os adenovírus são um grupo de vírus que podem afetar várias partes do corpo (dependendo do tipo que infectou o paciente). Normalmente, eles causam infecções do trato respiratório (resfriado comum, bronquite ou pneumonia), conjuntivite (infecção no olho), gastroenterites (infeção do trato intestinal) e até cistite (infeção da bexiga).

Quais são os sintomas do adenovírus?

  • Febre
  • Dor no corpo
  • Dor de cabeça
  • Coriza
  • Dificuldade para respirar
  • Tosse
  • Dificuldade e dor para urinar
  • Menos lágrimas e menos urina
  • Boca seca
  • Náusea e vômito
  • Diarreia
  • Conjuntivite
  • Garganta inflamada
  • Cansaço
  • Olhos fundos
  • Irritabilidade

Lembrando que nem todas as crianças infectadas apresentam todos os sintomas. O Leo, por exemplo, teve amidalite (garganta inflamada), febre, dor no corpo (ele não disse que doía, mas o médico supôs pelo seu estado geral), coriza, diarreia e conjuntivite.

Como identificar o problema?

Levando para avaliação de um médico. Este, por sua vez, poderá fazer o diagnóstico através de exame clínico (observando os sintomas e estado geral da criança) ou solicitando exames complementares: exame de sangue, cultura de secreções, cultura de fezes, etc…)

Como tratar?

Como todas as viroses, não há um tratamento específico para o problema (remédio, vacina, etc…). A solução é tratar os sintomas, oferecendo antitérmicos (quando há febre e só SOB ORIENTAÇÃO MÉDICA), mantendo a criança sempre hidratada, evitando contato com outras crianças (deixe o filhote em casa, nada de mandar para a escola) e facilitando o seu descanso (lembram que eu contei que passei uma semana andando de carro todas as tardes para o Leo dormir? Pois é, foi por conta do adenovirus).

Qual é o tempo de recuperação?

De uma a duas semanas normalmente.

Importante: Por mais que os sintomas levem a crer que trata-se de uma virose causada por adenovírus, somente um médico poderá fazer esse diagnóstico precisamente.

Fontes:

Site do Hospital Sabará