Brincadeiras com bola para criança | Macetes de Mãe

Brincadeiras com bola para criança


19 de fevereiro de 2018

No post de hoje, as fisioterapeutas e autoras do blog Tempo Mágico, Ale Palazzin e Graziela Faelli, falam sobre a importância das brincadeiras com bola para criança, em qualquer fase do desenvolvimento. Confira!

bola para criança
Fonte: Pexels

Bola: brincadeira para qualquer fase do desenvolvimento

Por Ale Palazzin e Graziela Faelli, fisioterapeutas e autoras do blog Tempo Mágico

Criança adora uma bola e toda casa tem uma. Que tal juntar a paixão de seu filho com a facilidade de ter esse brinquedo à mão (ou aos pés) e ajudar no desenvolvimento dos pequenos, além de aumentar a interação entre vocês?

Bola pequena, grande, de futebol, de tênis, de meia…  haja tipo de bola! (até bexiga vale como bola). Esse é um dos brinquedos que mais se encaixa em qualquer fase: dá para brincar desde bebezinho até … hum, até sempre, né? As atividades com bola estimulam diversos aspectos do desenvolvimento infantil, não só motores como cognitivos também:

  1. Coordenação mão – olho: é uma habilidade que utiliza nossas capacidades motoras, visuais e cognitivas (planejamento) de forma integrada e simultânea, à medida que a criança precisa direcionar o olhar e calcular onde a bola estará para conseguir pegá-la. Essa habilidade é essencial para muitas das atividades que fazemos e para a vida escolar das crianças;
  2. Coordenação motora: chutar, pegar, jogar. Cada uma destas atividades requer uma coordenação diferente, seja de pernas e pés ou braços e mãos. O tamanho e peso da bola também infere, então disponibilizar tipos diferentes e brincadeiras que usem partes diversas do corpo favorecem um desenvolvimento ainda maior dessa coordenação;
  3. Tempo de reação: é o tempo entre a percepção de um estímulo (ver a bola chegando) e uma resposta motora (chutar a bola, por exemplo), e é fácil a gente perceber o quanto as crianças evoluem nisso conforme vão crescendo. Primeiro podem conseguir ter uma reação num tempo mais adequado jogando uma bexiga, para só depois conseguir acertar o tempo de  chutar uma bola de futebol;
  4. Velocidade e força: os movimentos feitos nas brincadeiras, como correr, chutar, arremessar, estimulam o fortalecimento dos músculos do corpo de forma global e desenvolvem a velocidade dos pequenos;
  5. Equilíbrio: para chutar é preciso ficar apoiado em um pé só, e para isso tem que ter equilíbrio. Pode ser que no começo não seja tão fácil, eles desequilibram, caem, erram a bola mas, aos poucos, vão se entendendo com o corpo e como se manterem equilibrados nessas situações.
  6. Concentração: para brincar de bola precisa ter atenção, foco, senão… “ué, onde ela foi parar?” rsrs

Agora vamos a algumas sugestões de brincadeiras com bola para fazer junto com o seus filhos e se divertir bastante com eles usando esse instrumento tão simples:

  • Jogar bolinhas de diferentes tipos (papel, tênis, de meia, Ping Pong …) e acertar um baldinho: vocês podem fazer um jogo de pontos e quem conseguir primeiro um determinado número de pontos que vocês combinaram, tem o direito a dar uma tarefa para o outro (tipo “seu mestre mandou”…). Ex: seu filho fez 3 pontos e ganhou a rodada, ele te dá um comando “pular num pé só”, “dar três voltas na mesa”; você fez 3 pontos primeiro e pede para ele “abaixar e levantar 5 vezes”, “dar uma cambalhota”, “dar um abraço bem apertado”… os diferentes tipos  de bola exigem que a criança adeque a sua força e a coordenação dos movimentos, e eles vão adorar a inversão de papéis e dizer a vocês o que fazer
  • Massaginha: você pode usar uma bolinha macia para fazer massagem em seu bebê (pode até ser sobre a roupa mesmo). Passe nas perninhas, costas, sola dos pés e palmas das mãos. Neste momento ele vai conhecendo melhor o corpo, porque é mandada uma informação sensorial para o cérebro do local em que a bolinha está tocando, a intensidade e como é essa sensação. Há uma conexão entre vocês, troca de olhares, conversas, risadas e carinho, e isso ajuda a deixar o seu bebê mais tranquilo
  • Dança da “laranja”: é igual a brincadeira que tem nas festas juninas. Coloque ou cantem uma música e dancem enquanto seguram a bola com as suas “testas” (ajoelhe-se para ficar na mesma altura da criança). Vocês terão que coordenar os movimentos e entrar em sintonia e as crianças precisarão se concentrar para perceber seus movimentos e ao mesmo tempo controlar os próprios para não deixar a bola cair. Vocês podem fazer uma contagem ou marcar no relógio quanto tempo conseguem equilibrar a bola. E se o papai ou o irmãozinho estiver por perto, é só revezar quem faz dupla com quem e anotar os tempos de cada dupla. No mínimo vai render boas risadas!

E vocês? Como brincam de bola por ai?

Se você gostou desse post com brincadeiras de bola para criança, não deixe de conferir também:

Como brincar com seu filho mesmo sem criatividade

Brincadeiras para o calor

Alessandra Palazzin é fisioterapeuta, especializada em neuropediatra, mestre em aprendizado motor e mãe do Pedro. Graziela Faelli também é fisioterapeuta, especializada em neurologia pela USP, mestre em neurociências (UNICID) e mãe do Rafael. As duas são autoras do blog Tempo Mágico, que trata sobre desenvolvimento infantil. Siga o blog Tempo Mágico nas suas redes sociais e fique por dentro de informações interessantes e úteis sobre desenvolvimento infantil: Facebook e Instagram.