Cebola para a tosse

Cebola para a tosse


14 de outubro de 2013

Hoje eu vim aqui compartilhar uma dica que eu já dei no Facebook e no Instagram. Na verdade, a primeira vez que me deram essa dica, eu pensei: Que loucura! Que viagem! Que bobagem! Mas, sabe como é, mãe desesperada faz e tenta de tudo e eu não sou diferente. Fui lá e testei: colocar uma cebola cortada ao meio, ao lado do berço do Léo, para amenizar as crises de tosse da noite.

Sim, como vocês já devem ter percebido, muitas vezes, a tosse dos pequenos tende a se intensificar à noite, ou quando eles ficam mais tempo deitadinhos, principalmente quando eles também estão com as vias aéreas superiores congestionadas. Isso porque, segundo o titio doutor Dráuzio Varela, quando estamos deitados, as secreções caem na faringe e provocam uma reação no centro da tosse com a finalidade de eliminar o corpo estranho.

Então, para tratar isso, porque ninguém merece passar a madrugada em claro (nem mãe, nem filho) a dica é colocar uma cebola cortada ao lado do berço ou da cama (colocar na hora de dormir e tirar quando o pequeno acorda). A explicação científica para isso eu não sei exatamente, mas o que sei é que a cebola é conhecida por seu efeito expectorante e  broncodilatador, então, com certeza, deve ajudar mesmo.

E, ainda, para complementar essa dica, digamos assim…. mais “estrainha”,  fica outra, que recebi do pediatra do Léo. Sempre que as vias aéreas superiores estiverem congestionadas, para evitar as crises de tosse da noite, a dica é elevar a cabeceira do berço ou da cama. Para isso, você pode usar um tijolo embaixo de cada pé do berço/cama ou um travesseiro embaixo do colchão (isso deve ter a ver com o que o titio doutor Dráuzio explicou).

Estranho, não? Bem estranho, sim! Mas gente, testei várias vezes esse negócio da cebola e não é que funciona? Funciona mesmo! Esse final de semana mesmo, eu estava preparada para tempos difíceis, mas usei a cebola (no criado mudo) e o travesseio (embaixo do colchão) e deu tudo super certo. Léo sem tossir e eu conseguindo dormir. :-)

Imagem do Instagram do MdM

PS 1: na verdade, essa dica vale não só para as crises de tosse da noite, mas para as das sonecas diurnas também (já que a tosse aumenta quando a criança está deitada e não necessariamente à noite).

PS 2: não deixe, nunca, de consultar o pediatra do seu filho. Ele, melhor do que ninguém, poderá indicar o tratamento mais adequado.