Como guardar e organizar o enxoval do bebê | Macetes de Mãe

Como guardar e organizar o enxoval do bebê


25 de abril de 2012

Agora que já está tudo lavado, desinfetado e passado, chegou a hora de achar um lugar para cada coisinha do seu bebê. Mas não é só encontrar um cantinho livre e lá largar sem pensar muito. É importante que as coisas sejam guardadas com o mínimo de cuidado e organização, afinal, elas precisam se manterem limpas até a chegada do bebê em depois que ele estiver por aí, elas tem que estar em locais práticos e que facilitem o seu manuseio.
 
Tendo isso em mente, eu tomei alguns cuidados antes de guardar todas as coisas do Léo (ufa! Já está quase tudo no seu devido lugar!). Algumas coisas eu organizei seguindo os conselhos da minha amiga conselheira, outras foram na intuição e outras com base em pesquisas na web. Um pouquinho do que aprendi compartilho com vocês nos parágrafos abaixo. 
 
QUANDO DEVO COMEÇAR:
Assim que começar a lavar as coisinhas do enxoval do seu filhote, você também terá que começar a organizar e guardar tudo. Não adianta estar tudo limpinho, mas ficar por semanas jogado num canto qualquer que vai “sujar” tudo de novo e você terá que começar o processo do zero. Assim, lavou, passou, guardou! É o melhor.
 
O QUE PRECISO TER EM CASA ANTES DE INICIAR O PROCESSO:
·         Caixas plásticas organizadoras, com tampa, de todos os tamanhos
·         Cestinhas e caixas sem tampa
·         Tesoura
·         Fita durex
·         Sacos plásticos (novos) nos tamanhos 20x30cm e 28x44cm, aproximadamente (aqueles que se usam em freezer e microondas)
·         Etiqueta adesiva
·         Agulha ou outro objeto pontiagudo
 
 
Dica: escolha um lugar da casa (pode ser a lavanderia ou o quartinho do bebê) e deixe todas essas coisas sempre juntas (sacos plástico, tesoura, fita, etiqueta, agulha), dessa forma, você não precisa sair procurando e reunindo tudo quando for usar. Assim que tiver lavado, seco e passado algo, leve para esse lugar e já coloque nos saquinhos e deixe pronto para guardar. Quanto antes você proteger a peça limpa de poeira, melhor. Eu usei a cômoda/ trocador como o minha “estação de trabalho”. Foi perfeita, pois depois tudo já estava à mão para ser guardado.
 
COMO USAR CADA UMA DESSAS COISAS
Tesoura
A tesoura será usada para cortar as etiquetas que podem vir a incomodar o bebê. Mas cuidado: muitas etiquetas informam para qual idade aquela roupinha é adequada. Se você não é muito experiente no assunto, é melhor não cortá-la antes de você guardar no lugar certo e saber em que período irá utilizar essa peça.
 
Sacos plásticos:
Comprei os sacos plásticos para uso em freezer e microondas, que vendem em rolo em qualquer supermercado. Os tamanhos indicados acima são ótimos porque cabe quase tudo dentro deles. Não é necessário guardar peça por peça dentro de cada saquinho. Faça um montinho por tipo de peça (body manga longa, body manga curta, culote, etc… por exemplo) e coloque as peças juntas no saco. É até melhor, pq fica tudo guardado organizadinho, sem cair uma coisa por cima da outra.
Importante: comigo não aconteceu, mas há o risco das roupas mofarem se forem guardadas dentro de sacos plásticos por um longo período de tempo e em locais úmidos. Assim, uma alternativa para os sacos plásticos são folhas de papel de seda. Coloque as roupas dobradas em montinhos, passe uma folha de papel de seda em volta e, por fim, dobre as pontas para baixo. No topo, cole a etiqueta de identificação.
 
Fita durex:
É usada para fechar o saco plástico.
 
Agulha ou outro objeto pontiagudo:
Muitas vezes, quando se fecha o saco plástico, ele fica com um volume grande de ar dentro. Aí, fure-o com uma agulha e tire o ar com delicadeza, para não abrir o saco de novo. Volte a fechar o furinho com a durex.
 
Etiqueta adesiva:
Usadas para identificar o tipo de peça e a idade para a qual ela é apropriada. No começo marcava só o tipo de peça e já guardava na gaveta da idade (RN, 3 meses, 6 meses…) só que com o tempo, nesse tira e bota coisas em gavetas, vi que também era importante marcar a idade para não ser obrigada a abrir o pacote para checar.
 
Caixas plásticas organizadoras, com tampa, de todos os tamanhos:
Caixas organizadora com tampa são ótimas
para manter suas prateleiras organizadas.
Tudo de bebê é muito pequeno e em grande quantidade, assim, não dá para deixar solto, pq vai virando um caos. O meu conselho é comprar caixas de vários tamanhos e ir organizando dentro delas por assunto: brinquedos, medicamentos, itens de higiene e limpeza, coisas de cozinha, etc…Já as coisas que você vai usar desde os primeiros dias devem ficar em gavetas, pois fica mais prático de pegá-las.
 
 
Cestinhas e caixas sem tampa:
Cestinhas e caixas organizadoras são
ótimas para guardar peças pequenas
Já comentei acima: quase tudo do bebê é pequeno e em grande quantidade (meias, gorros, babador, itens de higiene, …) então o legal é organizar tudo em caixinhas/cestinhas menores dentro das gavetas. Você acaba ocupando melhor os espaços e tudo fica bem mais fácil de achar.
 
COMO GUARDAR CADA COISA:
Na cômoda
Tudo que preciso ter mais à mão coloquei na cômoda. Afinal, o bebê estará ali e para limpá-lo e trocá-lo é só eu abrir uma ou duas gavetinhas, sem ter que me virar, andar, procurar pelo quarto. 
 
Caixinhas e cestinhas organizando
objetos menores dentro das gavetas.
Minha cômoda é super simples, mas muito prática. Logo abaixo do tampo, ela tem duas gavetas, uma menor, que eu usei para colocar os itens de higiene que vou usar a cada troca, e uma maior, na qual guardei peças úteis para a limpeza/troca do bebê (fraldas, cueiros, paninhos de boca, babadores,…).
Aproveitei várias caixinhas menores para ir organizando tudo dentro das gavetas.
Logo abaixo, nas outras três restantes gavetas, eu coloquei as roupinhas separadas por idade: RN, 3 meses e 6 meses. Roupas acima de seis meses ainda não coloquei no quarto, por falta de espaço (o guarda-roupa estou usando para guardar outros itens, conforme explico abaixo).
 
Roupinhas guardadas em gavetas.
Separadas por tipo de peças e dentro
de saquinhos.
Dentro de cada gaveta, segui sempre a mesma lógica. Da esquerda para a direita, fui guardando bodies (manga curta e longa), cueiros, pijamas, macacões, etc… Tanto faz a ordem que você vai escolher para dispor as peças, o importante é que a mesma ordem seja mantida em todas as gavetas que você está organizando por idade, isso irá auxiliá-la na hora de encontrar cada peça. Lembrando: cada pacotinho de roupa está identificado com a idade e o tipo de peça.
 
Dicas:
Ao dobrar as peças, dobre todas elas no mesmo tamanho. Isso ajuda a manter o montinho de pé e dá visual mais organizado às gavetas.
Assim que você deixar de usar um tamanho de roupa, é só ir subindo as roupinhas das gavetas de baixo para cima. Como já está tudo organizadinho, será muito mais fácil.
Sapatinhos optei por guardar no guarda-roupa, pois serão utilizados só quando o bebê tiver alguns meses.
No guarda-roupa:
Em prateleiras: eu gostei muito de usar caixas com tampas nas prateleiras do guarda-roupas do Léo. Se você for fazer isso, o ideal é separar por assunto e por período de uso (vou usar logo, vou usar mais tarde,….). Usar caixas transparentes e etiquetas para identificar o conteúdo é sempre útil.
Em gavetas: eu usei as gavetas do guarda-roupa para guardar peças maiores, como por exemplo, mantas, cobertores, lençóis, toalhas, etc… Assim, ficaram as roupinhas e itens de higiene e limpeza na cômoda (o que uso mais vezes durante o dia) e itens maiores e que uso menos vezes durante o dia no guarda-roupas. Ainda não testei na prática esse modelo de organização, pq o Léo ainda não chegou, mas depois de muito pensa e consultar meu marido engenheiro (e metódico com organização) acredito que vai funcionar direitinho (depois posto aqui um comentário do que deu certo e deu errado nesse processo todo).
Em cabides: como disse, por enquanto, não estou usando esse apetrecho. Ainda estou tentando inventar uma forma de prender algum granpo ou pregador nos cabides para poder pendurar junto com as camisas e casacos também as calças. Aí os conjuntinhos já ficam montados e facilitam a nossa vida.
 
Porta trecos ajudam a economizar
o espaço que fica em cima das cômodas.
Imagem: site revista Crescer.
Em porta trecos:
Uma coisa que está muito na moda ultimamente são os porta-trecos. Eu super simpatizo com eles, porque além de serem práticos e úteis, servem para enfeitar o quarto. Normalmente, o porta trecos é pendurado sobre a cômoda e lá dá para guardar fraldas e itens de higiene e limpeza, úteis a cada troca. É uma ótima forma de também economizar espaço na cômoda, que já vai estar cheia de coisas em cima e dentro.
 
Mas no quarto do Léo a cômoda não fica contra uma parede. Por questão de espaço (ou seria de falta dele?) ela fica no pé da cama. Ou seja, não dá para pendurar um porta-trecos acima dela. Mas eu não desisti do objeto pois, como disse, acho que eles ficam uma graça complementando a decoração. O que fiz foi colocá-lo preso longe da cômoda mesmo e utilizá-lo para guardar outras de uso do dia a dia que é legal ter sempre à mão (aí, aos poucos, vou descobrindo que itens serão esses).
 
Sei que esse post foi bem longo, mas espero que tenha sido útil. Mais dicas de organização nos links abaixo.
 
Filme plástico e fita adesiva por cima são
uma alternativa para juntar peças de
objetos grandes e difíceis de guardar.
Dica:
Alguns brinquedos ou outros apetrechos que a gente compra ganha são desengonçados, difíceis de guardar e só vamos usar depois de um bom tempo. Se eles couberem em uma caixa organizadora, beleza, mas se forem grande demais para isso, estamos diante de um pequeno desafio. Minha dica pessoal é juntar as peças desse brinquedo (ou do quer que seja) e ir prendendo uma parte à outra com filme plástico. Depois, sobre o filme, passar uma fita adesiva grossa, para deixar mais firme ainda. Fiz isso com as partes de um tapetinho de atividades e funcionou direitinho. Fica bem mais fácil de guardar que dentro de sacos plásticos ou sacolas, pq fica tudo firme. Mas lembre-se de aplicar a fita adesiva sobre o filme plástico para a cola não grudar no objeto.
SAIBA MAIS: