Cuidados importantes na primeira visita ao bebê

Cuidados importantes na primeira visita ao bebê


18 de Março de 2015

O Caê chegou há pouco mais de um mês e, assim como fui cuidadosa com relação às visitas para o Leo, também estou sendo com as visitas para ele . Claro que talvez um pouco mais relaxada, mais tranquila e pé no chão, mas com certeza ainda bem responsável e preocupada com a sua saúde e bem estar.

Por esse motivo, resolvi escrever esse post, com dicas de cuidados importantes que as visitas deverão ter nos primeiros dias de vida do bebê. São coisinhas simples, até intuitivas, mas que muita gente deixa passar despercebido e fazem toda a diferença nesse início de vida dos pequenos.

Photo Credit: theinvinciblemom via Compfight cc
Photo Credit: theinvinciblemom via Compfight cc

 

Acho que um dos dilemas de quem tem o primeiro filho é decidir sobre se prefere receber visitas na maternidade ou depois, em casa. Isso é muito pessoal e cada opção tem seus prós e contras: na maternidade a mãe vai estar cansada do parto, ainda se adaptando às novidades da vida de mãe, aprendendo a amamentar.

Por outro lado, tem a ajuda das enfermeiras para muita coisa, como os cuidados com o bebê e a restrição de horários de visita ajuda no controle. Em casa, se pode esperar umas semanas para permitir visitas até estar mais confortável, mas também pode faltar aquela mãozinha para receber todos e organizar a casa.

Seja qual for a decisão dos pais, se você for visitá-los, compensa prestar atenção em pequenas atitudes que serão mais do que gentis com eles e com o novo bebê:

  • Se for na maternidade, evite ir no mesmo dia em que o bebê nasceu, a não ser que você seja muito, mas muito íntimo. Senão, deixe para os outros dois dias que em geral as mães e bebês ainda ficam no hospital.
  • Evite visitas muito tarde. Seja na maternidade ou em casa. A não ser que os pais convidem para algo de noite. E também não demore muito. Essas primeiras visitas devem durar pouquinho, de quinze minutos a meia hora, o tempo de desejar felicidades, trazer uma lembrancinha, deixar um beijo e um abraço de boas-vindas.
  • Sobre os presentes, muita gente fala sobre não levar flores para a maternidade (muitos hospitais pedem que elas fiquem do lado de fora, por risco de alergias ao recém nascido). Mas muitas mães gostam do mimo. É um risco que você pode querer correr ou não.
  • Mesmo que você não pegue no bebê – e vale dizer, não peça para segurar, espere a mãe oferecer – lave as mãos com sabão e passe álcool gel. Em geral as maternidades têm isso disponível na recepção. E bem importante para prevenir que bactérias e micro-organismos entrem em contato com o bebê, ainda frágil e com poucas defesas
  • Evite perfumes fortes, cremes e, caso você fume, procure não fazer isso por algumas horinhas antes da visita. Os cheiros em geral podem incomodar muito.
  • Pode parecer bobagem citar, mas não custa: se você estiver minimamente resfriado ou doente, simplesmente cancele a visita. As mães e pais vão entender e agradecer.
  • Fotos: essa sim é uma dica que hoje, em tempos de selfie, pau de selfie, insta e face vale mesmo lembrar. Só tire fotos se os pais permitirem. Sempre, sempre sem flash, pois os olhos do bebê são sensíveis e, por favor, não poste sem autorização. Há muitas pessoas que não querem imagens dos filhos na rede e isso deve ser respeitado.
  • Você pode estar lá na hora da amamentação. Muita gente não se incomoda, mas outras mães preferem privacidade no início. Pergunte se a mãe quer que você a deixe sozinha.
  • Sobre levar outras crianças, vai bastante de cada caso. Se forem muito agitadas e inquietas, prefira leva-las para conhecer o bebê quando este crescer um pouco. As mais crescidas, que entendem que é preciso silêncio e calma perto do recém-nascido, podem ir.
  • Evite comparar, perguntar ou dar opiniões sobre parto, amamentação, educação, criação de filhos etc.