Dicas para a criança largar a chupeta

Dicas para a criança largar a chupeta


2 de Março de 2015

Sei que muitas famílias aproveitaram o último Natal para fazer com que as crianças largassem a chupeta (nada de errado), mas não foi o que se viu por aqui. Leo ainda usa chupeta e, com a chegada do irmão, agora em início de fevereiro, achamos que esse não era um período bom para introduzirmos mais uma mudança significativa na sua rotina.

Photo Credit: unoguy via Compfight cc
Photo Credit: unoguy via Compfight cc

Mas é claro que, como quero tirar a chupeta dele em breve, sem traumas para ambos os lados,  ando pesquisando a respeito, buscando dicas e macetes que possam nos ajudar.

O que decidi fazer por aqui é o seguinte: vou manter o que venho fazendo até as coisas se acalmarem  (leia-se: até o Leo estar mais acostumado com a chegada do irmão). Isso significa evitar que ele use a chupeta a maior parte do dia e só recorra a ela na hora de dormir, de cansaço demasiado ou quando ele está muito incomodado com algo.

E assim, aos poucos, depois da chegada do Caê, vou tentar tirar de vez (alguns meses depois, claro, quando a poeira já tiver baixado). Sei que não será tarefa fácil, mas o que é fácil em se tratando de filhos, não é mesmo? (risos!).

E como estou pesquisando sobre o tema chupeta e sobre o que fazer para a criança larga-la, separei algumas dicas que encontrei na internet, em troca de informações com leitoras e em bate-papos com as amigas. Espero que elas sejam úteis e se alguém tiver algo a acrescentar, peço que deixe no espaço para comentários abaixo. Eu e as demais leitoras agradecemos.

  • A idade certa para pensar nesse adeus é entre 1 ano e meio e 3 anos. É quando eles começam a ficar mais independentes e já sabem abrir mão de alguns hábitos
  • Jamais esconda e diga que sumiu ou perdeu. Aí a criança vai dizer que quer outra, pois de boba ela não tem é nada. Explique sempre os reais motivos para ela deixar a amiga de lado: que ele está crescendo e já não precisa mais da chupeta
  • Faça com que seu filho participe. Diga “vamos guardar ela aqui e pegamos amanhã/depois, ok?”. Isso mantém a confiança que seu filho tem em você. E depois, aos poucos, vá aumentando as situações em que você o convida a guardar a chupeta.
  • Introduza uma rotina de uso na qual, cada vez mais, ele usará menos a chupeta. Por exemplo: converse com ele para ele só usar em casa, não mais em passeios. Depois convença-o a usar somente na hora de dormir. Depois, tire-a na hora da soneca e, por fim, deixe somente no sono noturno. Aí, quando ele aceitar a ficar com ela só no sono noturno, é hora de convencê-lo a abandonar nesse momento também.
  • Deixe a chupeta ficar velha. Em vez de comprar uma nova, deixe a que vocês tem ficar bem velhinha, até que seu filho desista pois o gosto ficou ruim ou por estar quebrada, rachada. Claro que não vale deixar algo que machuque a boca, mas essa é uma boa estratégia.
  • Também vale fazer pequenos furinhos na chupeta, para ela não causar mais a mesma sensação quando for chupada. Muitas mães relatam que isso funcionou. A criança começa a estranhar e larga.
  • Aproveite uma ocasião especial para convencê-lo a entregar a chupeta ou fazer uma troca. Pode ser Natal (entrega para o Papai Noel), Páscoa (entrega para o coelhinho), aniversário (troca por um presente dos sonhos) ou outra ocasião.
  • Trocou seis por meia dúzia? Agora ele está chupando o dedo? Tente não dar muita atenção e ocupe as mãos do seu filho com brinquedos. Em geral, logo passa.
  • Se aconteceu ou vai acontecer em breve algo muito emocionante na vida do seu filho, espere um pouco mais para tirar. Pode ser desde uma mudança de casa, de escola, a chegada de um irmão, ou outras mais tristes como a morte de um bichinho de estimação, por exemplo.
  • Se o adeus já aconteceu, seja firme e não volte atrás. É aquilo, se a gente volta atrás uma vez, vai voltar duas, três e aí eles não aprendem a levar o combinado a sério.

Confira dicas do Canal Macetes de Mãe para tirar a chupeta: