Dicas para as crianças se adaptarem ao horário de verão

Dicas para as crianças se adaptarem ao horário de verão


18 de outubro de 2016

Às 24h do último sábado teve início o horário de verão e, por aqui, tem sido exatamente como eu previa: meninos não pegando no sono tão facilmente à noite e dormindo até mais tarde de manhã, o que já nos fez perder a hora e eles chegarem atrasados na escola (E não foram só eles. Quando os deixei na escola encontrei vários outros coleguinhas na mesma situação).

E o pior é que não é só o sono que pode ficar bagunçado nesse período de adaptação ao novo horário. A verdade é que muitas outras mudanças, não tão agradáveis, podem ocorrer principalmente na primeira ou nas duas primeiras semanas do horário de verão. E entre as mudanças estão: a criança ficar mais preguiçosa, irritada, de mau humor e sem apetite (sim, até o apetite pode ser prejudicado).

horario-de-verao
Photo Credit: Juliana Alia Flickr via Compfight cc

Mas enfim, já que dá essa bagunçada na vida da criança, pelo menos no início, o que é possível fazer para que as coisas voltem aos eixos mais rapidamente? Ou seja, o que a gente pode fazer para que os pequenos se adaptem ao horário de verão o quanto antes e sem maiores traumas?

Aqui, dou algumas dicas para ajudar nesse processo:

A dica principal é não mudar a rotina. Se na sua casa o costume é tomar banho, comer, brincar e depois dormir, faça isso normalmente;

E sem mudar a rotina, tente criar um ambiente propício para o sono. Eu explico: o hormônio regulador do sono, melatonina, é acionado pela falta de luz. Como o dia vai escurecer mais tarde por causa da mudança de horário, as crianças (assim como nós) não sentirão sono tão cedo, então, devemos criar um ambiente propício para isso: começar a diminuir o ritmo da casa 1h antes das crianças irem para a cama, escurecer o ambiente,  etc…

Deixe, no primeiro dia, a criança dormir no “horário antigo”. Por exemplo: se ela dormia às 20h, deixe que ela durma às 21h (que é, na verdade, o antigo 20h). E aí, dia após dia, vá colocando-a na cama 10 ou 15 minutos antes. Ou seja: primeiro dia ela dorme 21h, segundo dia dorme 20h50min, terceiro dia 20h40min e assim por diante, até voltar a dormir novamente às 20h/

E faça o mesmo pela manhã, se for possível (muitas tem horário para entrar na escola, então não dá). Ou seja, se o seu filho costumava acordar 7h, é provável que agora vá acordar só às 8h. No primeiro dia do horário de verão deixe que ele durma até esse horário, mas depois vá adiantando a hora de tirá-lo da cama 10 ou 15min a cada dia. Até chegar no horário certo dele levantar.

Como o apetite do seu filho tende a mudar (lembre-se de que ele irá comer uma hora mais cedo), prefira nas primeiras semanas alimentos mais leves e até os pratos preferidos dele.

Se o seu filho for acostumado a dormir à tarde, tudo bem, não elimine esse hábito. Mas, caso contrário, não pense que a soneca diurna irá facilitar a adaptação da criança. Dormir à tarde pode fazer com que a criança não tenha sono à noite e demore mais em pegar no sono. E tirar a soneca também pode ser um tiro no pé. Muitas vezes a gente acha que se deixar a criança beeeem cansada ela pegará no sono mais facilmente. Ledo engano. Nesse caso, ele ficará exausta, muito irritada e poderá brigar com o sono e dar até mais trabalho para dormir. Uma opção é diminuir a soneca em meia hora para ajudar o sono a chegar mais fácil à noite.

Com essas dicas fáceis dá para passar tranquilo por mais uma adaptação e curtir esse novo horário, que é superbacana para a gente aproveitar mais ao ar livre e se divertir ao lado dos filhotes.