Dicas para engravidar (alguns macetes e orientações que ajudam)

Dicas para engravidar (alguns macetes e orientações que ajudam)


26 de abril de 2017

Quem já é mãe ou está tentando ter filhos sabe da decisão de ser mãe para o teste positivo de gravidez existe um caminho a ser percorrido. Esse trajeto pode ser bem curtinho para umas, porém, mais longo para outras, o que gera uma ansiedade danada, não só nos futuros pais como na família toda (sim, porque todo mundo torce junto). E pensando nisso, fiz o post de hoje, com dicas para engravidar. Tem dicas simples, e até obvias, mas outras que talvez passem despercebidas para quem está no período de tentativas então, vale a pena se informar.

Bom, para começar, é importante destacar que, segundo informações médicas, a mulher pode levar até um ano para engravidar. Isso se ela não tiver nenhum problema. Ou seja, vamos tentar manter a expectativa e ansiedade baixa para evitar stress e frustração o que, de verdade, acaba atrapalhando ainda mais as coisas.

Photo Credit: ChrisandMei Flickr via Compfight cc

E, depois disso em mente, basta seguir as demais dicas para engravidar que compartilho hoje com vocês.

A primeira delas pode até parecer óbvia, mas às vezes passa despercebida pelas futuras mamães: procure um ginecologista para um check-up. Na consulta, tire todas as suas dúvidas e faça os exames pedidos. São eles que vão indicar se existem doenças ginecológicas ou sexualmente transmissíveis que precisam ser tratadas. Estando tudo certo, não se esqueça de verificar a carteirinha de vacinação e também de avaliar a sua alimentação, assim como os números na balança. É, estar muito acima ou abaixo do peso ideal para o seu porte físico pode fazer com que a gravidez demore mais que o “normal”para chegar. Tendo essa parte liberada, vamos nos atentar a outras coisas.

A mulher que faz uso de algum método anticoncepcional deve pensar em como será deixá-lo. Se o método for só a camisinha, tudo bem, mas se houver outras formas combinadas, como pílula, o ideal é terminar a cartela e depois disso começar a anotar as datas da menstruação, porque ela pode ficar um pouco desregulada no início e você confundir essa fase com a confirmação de gravidez. A mesma dica vale para adesivos ou anel intravaginal.

Sobre se atentar à data da menstruação, esse hábito é importante até mesmo para ter relações sexuais nos dias certos (é preciso ter foco! Kkkk!). Por exemplo, se a menstruação acontece 14 dias após a ovulação e o ciclo menstrual for de 28 dias, a ovulação ocorre no 14º dia. Se o ciclo for de 32 dias, a ovulação ocorre no 18º dia. Outras formas de descobrir o período fértil é saber a temperatura íntima. Você sabia que ela aumenta até meio grau na ovulação? O muco vaginal também aumenta e fica com uma consistência mais elástica, como clara de ovo (bora ficar de olho na calcinha). Algumas mulheres, ainda, no período da ovulação ficam mais “animadas” para o sexo e aí é só aproveitar e ser feliz.

Além dessas características físicas que indicam que mulher está no período fértil, existem exames hormonais que também confiram isso (na dúvida, um médico poderá ajuda-la a entender melhor isso). Depois disso tudo, descobriu os melhores dias? Basta tentar relação a cada dois dias. Esse período de descanso entre um dia e o outro ajuda na concentração dos espermatozoides e também evita o estresse e a ansiedade do casal.

E como tem sido o seu sono? Saiba que uma noite bem dormida está relacionada à fertilidade. Um adulto deve dormir de sete a nove horas (para quem já é mãe parece impossível, mas não custa tentar). O sono é importante por que regula a ação da melatonina, um hormônio que age no ciclo de sono e de vigília e contribui para a formação dos vasos sanguíneos das células foliculares do ovário, dando um up na sua qualidade. Essa melatonina está em alimentos, como abacaxi, banana e aveia. Só nos casos em que o médico achar que ele está baixo é preciso fazer uma suplementação do hormônio (isso deve ser discutido com seu médico, ok? Nada de sair tomando qualquer suplemento ou medicamento sem orientação médica) .

Falando em suplementar você deve estar se perguntando “mas e o tal do ácido fólico?”. Ele é bastante famoso entre as gestantes e alguns ginecologistas orientam tomar esse suplemento três meses antes de tentar engravidar. O ácido fólico é uma vitamina do complexo B muito importante e, quando ela falta, pode ocasionar a má-formação do tubo neural do bebê ainda dentro da barriga. Se você tem comido pouco espinafre, brócolis, frutas cítricas ou vegetais de folhas verde-escuras possivelmente terá que tomar o ácido fólico.

Agora vamos à dica final. Apesar de ser um pouco polêmica, ela é bastante conhecida. Você já deve ter ouvido falar que a mulher que deseja engravidar deve ficar deitada 15 minutos depois da relação sexual. Certo? Tem médico que fala que esse repouso facilita a entrada dos espermatozoides, já outros dizem que não tem nada a ver, já que em segundos após a ejaculação os espermatozoides já chegam à cavidade uterina. Mas na dúvida não custa nada tentar!

E depois de compartilhar com vocês todas essas dicas para engravidar que eu pesquisei por aí, vou compartilhar a minha dica pessoal que é: desencane! Isso mesmo! Não fique 100% focada em engravidar, não fique tomando conta e controlando tudo, transando só quando “deve” e se cobrando a realização desse sonho o quanto antes. Quando tentei engravidar do Leo, estava super focada, fazendo tudo certo e aí demorou 9 meses. Depois, do Caê, eu simplesmente pensei: “Ah, acho que esse mês não precisamos evitar. Não vai acontecer de uma hora para a outra mesmo. Vai pelo menos seis meses até eu engravidar.”. E adivinhem? Engravidei no primeiro mês, justamente porque não estava nem esperando por isso (e nem tomando o tal ácido fólico, o que me assustou muito, mas para minha sorte, correu tudo bem).

Então, não acho que tenha que fazer tudo errado e não tomar nenhum cuidado porque aí, estando desencanada, vai rolar. Mas também não sou a favor de se policiar demais, de querer fazer tudo certo e “nunca sair do script”. Faça tudo certo onde tem que fazer e relaxe e aproveite onde dá para aproveitar (e nós sabemos muito bem onde é!).

E você, conhece outras dicas para engravidar? Se sim, compartilhe aqui, nos comentários.

Leia outros posts com assuntos similares:

Sintomas estranhos de gravidez

Gestação em semanas x gestação em meses