Dicas para festa de aniversário de criança

Festa de um aninho do Léo – Detalhes e dicas


25 de junho de 2013

Amigas, antes tarde do que nunca! kkkkk! Hoje estou aqui para falar da festinha de um aninho do Léo, mostrar alguns detalhes e dar algumas diquinhas básicas.

Na verdade, estou há um mês querendo publicar esse post, mas primeiro aguardei a chegada das fotos oficiais e depois, quando elas chegaram, a correria estava tão grande que não tive tempo nem de vê-las (quanto mais de parar para selecionar o que iria aparecer por aqui).

Bom, vamos ao que interessa agora. Vou contar rapidinho como foi a festinha do Léo e vou tentar dar algumas sugestões para as festinhas dos seus filhotes, com base no que funcionou comigo.

Primeiramente, eu deixei para organizar tudo em cima da hora. Justamente eu, que sempre amei festas, sempre fiz tudo com muuuuuuita antecedência e sempre gostei de cuidar dos mínimos detalhes, com toda a calma e tempo do mundo. Mas sabe como é, chega o filho, aí a gente entra numa correria danada que não sobra mais tempo para nada. C`est la vie!

Parei para começar a ver as coisas da festinha de niver do Léo, mais ou menos, dois meses antes dela acontecer. E aqui vai a primeira dica: não façam essa insanidade! Programem-se para começar a ver as coisas antes, muuuuito antes, para conseguirem fechar com os fornecedores que vocês querem. Eu, por exemplo, tive que atrasar a festinha do Léo em um dia porque o fornecedor de salgados já não tinha a data que eu queria, que era um sábado.

Assim que você começar a ver as coisas da festinha, é super importante decidir, o quanto antes, onde ela irá acontecer e qual será o tema da decoração. Nós decidimos que seria na casa dos avós paternos do Léo, porque buffet estava muito caro e porque lá é uma delícia, com uma super área verde. Aí, o tema, fazendinha meio que “aconteceu” em função disso, super inspirado no ambiente (e também porque eu amo esse tema, acho um charme, apesar de se bastante comum e nada diferentoso).

Depois disso definido, o próximo passo é pensar no que será servido, para comer e beber. Você mesma vai fazer tudo ou vai contratar? Vai ser buffet? Barraquinhas? Vai servir só doces comuns ou aqueles diferentosos também (cupcakes, cakepops, etc…)? Vai fazer um bolo especial ou um simplesinho? E bebidas? Vai ter opção alcoólica ou não? Será servido por garçons ou cada um se serve? Quem serão seus fornecedores? Dica 1: peça indicações. Dica 2: peça indicações. Dica 3: peça indicações. Eu fechei TODOS os fornecedores do niver do Léo por indicação ou por já conhecer o trabalho deles de outras ocasiões.

Outros itens que não podem ser esquecidos são: decoração propriamente dita (mesa de doces, mesas para os convidados sentarem, entrada, etc…) atividades recreativas ou brinquedos para as crianças, lembrancinhas e música.

Bom, minha idéia é fazer um outro post, suuuuuuuuuper detalhado (meio que um check list mesmo), com mil dicas de tudo que você tem que fazer no antes, no durante e no depois da festa. Então hoje, vou deixar esse para comentar mais como foram as coisas no niver do Léo, o que eu aprovei e não aprovei e o que eu indico e não indico. Inclusive, dando nome aos bois, ou seja, citando os fornecedores que me atenderam.

Espero que meu relato ajude outras mamães nessa nem sempre fácil tarefa que é organizar festinhas de aniversário. E qualquer dúvida, deixem seus comentários abaixo.

O LOCAL:

Como eu já disse, optamos por fazer a festinha de um aninho do Léo na casa dos avós dele. Lá tem um super espaço, já fizemos e participamos de várias festinhas lá, então sabíamos que não teria erro, mesmo com o grande número de convidados. O único problema seria o frio e chuva, caso no dia eles aparecessem (a festa seria ao ar livre e até cotamos cobertura, mas era uma insanidade de caro). Por sorte, tudo correu bem, não choveu e fez um dia lindo de viver. Obrigada, São Pedro!

A DECORAÇÃO:

Pensando em não gastar muito com a decoração é que decidimos o tema da festa. Como a casa da minha sogra parece uma mini fazenda no meio de São Paulo, com uma área verde grande e com vários móveis e objetos de fazenda, eu não precisaria investir muito nisso. Então, optamos por simplesmente fazer uma mesa de doces bem bonita e bem decorada, por colocar toalhinhas e vasinhos em cima das mesas que estavam destinadas aos convidados e deixar que a beleza natural do lugar se encarregasse do resto. Modéstia a parte, ficou uma graça. PS: nem balões nós usamos. Teria ficado lindo alguns de gás hélio, com tema de vaquinha, mas acabamos desistindo da ideia.

A MESA DE DOCES:

Ah, a mesa de doces! Eu sou louca por mesas de doces, tanto em casamentos quanto em aniversários. Quem fez a decoração da mesa do niver do Léo foi a Kika Duarte, que escreve a Coluna Festas aqui do Blog e que é dona da Auguri Festas. Sou suspeita para falar, porque amo o trabalho dela e babo por todas as festas que ela decora, mas acho que ficou impecável a decoração que ela fez para o níver do Léo. Sem contar que ela aproveitou vários objetos da casa e aí deu charme ainda mais especial.

O BOLO:

Outra coisa pela qual eu babo são bolos. Na verdade, doces em geral, mas os bolos são especialmente encantadores para mim. Morro de paixão pela beleza dos bolos de pasta americana e tinha jurado que no niver do Léo teria um desses. Peguei a indicação com a Kika Duarte e mandei fazer com a Bruna Gauss, que é uma fornecedora de Avaré, mas que atende inúmeros clientes em São Paulo. Olha, vou dizer que a indicação não poderia ter sido mais perfeita, pois o bolo, além de lindo, era maravilhoso! Escolhi o sabor brigadeiro (já tinha provado em uma festa da Kika) e ele fez o maior sucesso! Super indico!
Ah, também fizemos cake pops no tema da festa, para enfeitar a mesa de doces. Nem cheguei a provar, pois acabaram em um segundo. Mas quem provou disse que estavam divinos (e eram lindinhos!).

OS DOCINHOS E AS FORMINHAS:

Como já tínhamos bolo e cakepops, optei por não fazer uma grande variedade de doces e investir só nos sabores clássicos, que agradam a gregos e troianos, crianças e adultos: brigadeiro, bicho de pé, beijinho e uva encapada. Ficou tudo divino! Só que o contato dessa fornecedora não posso passar aqui, porque ela não faz “para fora”. Apenas produz por hobby e para atender amigos íntimos. Que pena, pois seria uma indicação certeira também.
E como os docinhos eram simples, resolvi surpreender nas forminhas. Para parte deles eu fiz forminhas personalizadas, com o tema da festa, com a Laura Braga Vieira, da Ateliê Scrapfest.
O trabalho dela ficou impecável. Divino. Encantador. Tinha gente que achou que aqueles docinhos eram lembrancinha e não para serem comidos lá, de tão bonitinhas que estavam as forminhas. Também super indico.

OS SALGADOS:

Na verdade, quem resolveu o problema dos salgados que seriam servidos no niver do Léo foi o pai dele. Eu estava doida, pensando se contratava buffet com garçons, se contratava só os salgados e os garçons por fora, se não contratava garçons e por aí ia. Aí ele deu a sugestão de fecharmos barraquinhas em vez de buffet e eu adorei de cara! Como a festa foi ao ar livre, super combinou. E, mais uma vez, a escolha foi certeira, baseada em indicação da Kika. Fechei com a empresa João Onofre e super, super, super indico. Além de tudo que eles servem ser de ótima qualidade e sabor delicioso, o preço é super justo e o serviço, do início ao fim (desde o contato telefônico) impecável. Vale a pena entrar em contato com eles. E para vocês saberem, eu fechei quatro barraquinhas: uma de cachorro quente e pipoca, uma de mini beirute, uma de pasteis variados e uma de mini pizza e pão de queijo. Tudo que eu provei estava ótimo! Só recebemos elogios.

AS BEBIDAS:

Optamos por fechar uma barraquinha de refrigerantes e água com o próprio fornecedor dos salgados e de bebida alcoólica servimos chopp. Tudo bem prático e sem a necessidade de garçom. Super funcionou! Iamos fazer um vinho quente para servir também, mas aí o dia acabou esquentando e mudamos de ideia (ainda bem!). Para a crianças, havia mini garrafinhas com achocolatado, ideia da Kika. Fizeram o maior sucesso!

A LOCAÇÃO DOS MÓVEIS:

Não investimos muito nesse quesito. Na verdade, quase nada! Usamos parte dos móveis da casa (bancos e cadeiras de madeira e a mesa de doces, bem rústica) e o que faltou, que eram mesas e cadeiras para os convidados sentarem, alugamos de modelos bem simples, de plástico mesmo. Aí, para ficar mais bonitinho, colocamos vasinhos e toalhinhas charmosas em cima. Ficou uma graça.
A locação das mesas e cadeiras foi feita na Equipafestas e os vasinhos e toalhas são da Auguri Festas.

OS BRINQUEDOS:

No quesito diversão das crianças, fomos no básico. Naquilo que não tem erro mesmo (tudo indicação da Kika, minha salvadora). Assim, optamos por uma piscina de bolinhas e por uma cama eláticas. Foi sucesso total!
Também super indico o fornecedor que nos atendeu, que foi a Magic Fest.

AS LEMBRANCINHAS:

Ah, as lembrancinhas! Eu também amo lembrancinhas e queria que as do niver do Léo fossem especiais. Então, conversei com a Mari, da Mari Melo Ideias e Mimos e pensamos juntas numa alternativa legal. Fizemos cavalhinhos de pau, mas com as cabecinhas de feltro, e foi o maior sucesso. Eu já tinha comprado outras coisas da Mari, tudo muito fofinho e bem feito, e mais uma vez, ela não decepcionou. Vale a pena espiar as coisas fofas que ela faz.

A FOTOGRAFIA:

Bom, esse post fala por si só. Nem preciso entrar em muitos detalhes sobre a fotografia. Quem fez as fotos do niver do Léo foi a Miriam Massei, que já havia fotografado a festa da filha de uma amiga e cujo resultado eu tinha adorado. As imagens dela são super delicadas e o resultado final do trabalho encanta (veio tudo entregue dentro de uma caixa lindinha, super fofa). Todas as fotos que ilustram esse post são dela.

LIMPEZA E CUIDADOS GERAIS:

Para cuidar da limpeza da festa e de alguns outros detalhes como abrir porta, pegar presentes, indicar caminho dos banheiros, etc… nós contratamos duas pessoas que já haviam trabalhado em festas na casa da minha sogra, assim, elas já estavam inteiradas sobre como funciona as coisas e do que tinha que fazer. Ter pelo menos uma pessoa para dar uma ajuda na limpeza considero essencial, já alguém para abrir porta e pegar presentes (além de outras ajudinhas básicas) depende muito do tamanho da festa). A do Léo tinha em torno de 90 pessoas presentes.

Bom, acho (espero!) que eu não tenha esquecido de nada e que essas dicas rapidinhas sejam úteis na hora que você for organizar a festinha do seu filhote.

Prometo voltar em breve para contar todos os detalhes do antes, durante e depois da organização. Tudo que aprendi na prática e que depois vou compartilhar com vocês para ajudá-las.

Serviço:

Decoração: Auguri Festas
Bolo e cakepops: Bruna Gauss Arte em Açúcar
Forminhas: Ateliê Scrapfest
Lembrancinhas: Mari Melo Ideias e Mimos
Barraquinhas de salgados: João Onofre
Locação de brinquedos: Magic Fest
Locação de móveis: Equipafesta
Fotografia: Miriam Massei