Intoxicação por medicamentos e materiais de limpeza | Macetes de Mãe
intoxicação por medicamentos e materiais de limpeza

Intoxicação por medicamentos e materiais de limpeza – como prevenir


10 de março de 2018

No último post da série sobre acidentes infantis (baseado na cartilha da Proteste Associação de Consumidores), hoje o assunto é: intoxicação por medicamentos e materiais de limpeza. É um tipo de acidente bem comum de acontecer (inclusive já postei aqui no blog o relato de uma leitora contando como foi viver esse susto), por isso, nesse post eu falo sobre medidas para prevenir que nossos pequenos sofram intoxicação por medicamentos e materiais de limpeza. Confira!

intoxicação por medicamentos e materiais de limpeza

A exploração do espaço é uma atividade importante para o desenvolvimento infantil. Colocar objetos na boca ou tentar pegar frascos com líquidos coloridos são comportamentos infantis característicos, mas que também podem colocá-las em grande risco de envenenamento e intoxicação não intencional. Geralmente, as intoxicações ocorrem nos horários que antecedem as refeições: das 10h às 12h e das 17h às 20h. E também quando a rotina da casa for alterada: durante as férias, em mudanças, ao receber convidados e na ocorrência de problemas familiares.

Veja agora como proteger os pequenos de:

Produtos de limpeza

  • Guarde estes e os venenos trancados, longe de medicamentos e de alimentos, fora da vista e do alcance das crianças;
  • Mantenha-os em suas embalagens originais. Nunca coloque um produto tóxico em outros recipientes que não os de origem, principalmente em garrafas de refrigerante, de suco, copinhos, dentre outros;
  • Prefira produtos que contenham tampas de segurança em suas embalagens. Podem não impedir totalmente que a criança abra o frasco, mas dificultam sua abertura por tempo suficiente para que alguém intervenha;
  • Redobre a atenção durante o uso de produtos venenosos ou tóxicos;
  • Jogue fora produtos de limpeza que estejam fora de uso ou não sejam mais utilizados;
  • Leia o rótulo antes de utilizar qualquer produto de limpeza e siga corretamente todas as instruções;
  • Não compre produtos de origem duvidosa (vendidos de porta em porta). São geralmente mais tóxicos, de qualidade bastante questionável, produzidos sem nenhum tipo de controle e, o pior, geralmente não têm rótulo, o que dificulta o tratamento em caso de intoxicação (pois não se sabe o que o frasco realmente contém).

Medicamentos

  • Guarde-os em local trancado e fora do alcance das crianças;
  • Leia sempre as bulas e siga corretamente as instruções antes de administrá-los às crianças, seguindo a prescrição médica e a indicação da bula para peso e idade. Use apenas o medidor que acompanha as embalagens de medicamentos infantis;
  • Além disso, evite tomar medicamento na frente das crianças. Nunca se refira a eles como doces ou balinhas. Medicamento é medicamento;
  • Verifique o prazo de validade e jogue fora remédios vencidos. Não deixe comprimidos expostos no banheiro nem em lugares acessíveis aos menores, como a cabeceira da cama;
  • Igual cuidado deve ocorrer para remédios guardados na bolsa. A criança pode abri-la, pegá-los e engoli-los;
  • Não medique seus filhos no escuro, para evitar trocas perigosas;
  • Medicamentos devem ser mantidos nas embalagens originais. Não guarde nas cartelas e demais recipientes drágeas e comprimidos que sobrarem do tratamento;
  • Há locais específicos (em farmácias, por exemplos) para o descarte seguro de medicamentos vencidos.

Em São Paulo, um dos Centros de Intoxicação é o CEATOX, ou Centro de Assistência Toxicológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Funciona 24hs por dia, o contato pode ser feito pelo telefone 0800-0148110 ou pelo site www.ceatox.org.br. Ao ligar, tenha em mãos os seguintes dados:

  • o nome da criança, idade e peso, e eventuais doenças ou medicações que esteja em uso;
  • o nome da substância ingerida, lido ou soletrado, e as informações contidas no rótulo;
  • a hora que ingeriu e a quantidade engolida estimada.

Posts relacionados

Intoxicação infantil – como agir

Intoxicação infantil – os 5 maiores perigos caseiros

Primeiros socorros – o que fazer em caso de acidentes

Plantas tóxicas – conheça as principais

Dicas de segurança na casa – como evitar acidentes comuns

Você também pode gostar: Mantenha sua casa segura para bebês e crianças

Sobre a Proteste

A PROTESTE é a maior organização independente e privada de defesa do consumidor da América Latina, com quase 300 mil associados. A PROTESTE presta serviço gratuito de orientação aos associados, que podem entrar em contato pelos telefones (11) 4003-3907  (São Paulo), ou (21) 3906-3900 (Rio de Janeiro e demais estados).

Central de Atendimento: (21) 3906-3900 | Site: www.proteste.org.br