O tempo passa. E rápido demais. | Macetes de Mãe

O tempo passa. E rápido demais.


21 de outubro de 2015

Um dia, ele não irá mais acordar à noite, não chamará mais por você de madrugada e não irá mais se aninhar na sua cama antes de amanhecer.

Um dia, ele parará de procurar o seu peito, vai largar a mamadeira, vai entregar a chupeta para o Papai Noel, não vai mais querer saber da sua naninha. Um dia, ele não vai mais usar fraldas, vai parar de fazer xixi na cama, vai conseguir tomar banho sozinho.

o tempo passa
Photo Credit: cavale via Compfight cc

Um dia, aquela calça que não servia ficará curta, ele passará a comer sozinho e irá ligar a TV e encontrar o seu canal favorito sem ajuda.

Um dia, ele vai colocar sozinho o cinto de segurança, vai andar de bicicleta sem rodinhas, vai dizer que as histórias que você contava para dormir não são mais necessárias.

Um dia, ele vai escrever o seu próprio nome com letras de forma, vai saber somar e subtrair, vai pedir para ir sozinho à padaria da esquina.

Um dia, ele vai querer dormir na casa do melhor amigo, vai planejar uma viagem com os colegas da escola, vai querer passar as férias todas na casa dos avós.

Um dia, ele não vai mais querer brincar de carrinhos, não vai querer que você o encha de beijos, não vai nem querer que você chegue perto do portão da escola para pegá-lo no fim da aula.

Nossos pequenos crescem, o tempo voa e essa doce e inocente experiência de ter crianças em casa fica para trás. Por isso, aproveite o hoje, aproveite o agora, dê muito colo, beijo e abraço. Acredite que as noites mal dormidas ficarão para trás (até voltarem de novo na adolescência), que ele vai comer de tudo um dia e que as birras serão apenas histórias engraçadas para se contar.

Ser pai e mãe é um desafio diário, que esgota muitas vezes a nossa força e a nossa paciência, mas é também a experiência mais completa e gratificante que alguém pode viver.