O uso de chupeta e suas consequências

O uso de chupeta e suas consequências


27 de agosto de 2014

Mamães, hoje temos uma colaboradora muito querida e especial escrevendo para o blog. Além de amiga de longa data, a Graziela é uma odontopediatra exemplar, daquela que amam a sua profissão e que as crianças tem verdadeira adoração. No post de hoje, ela irá falar um pouco sobre o uso da chupeta e a relação que esse hábito pode ter com o aleitamento natural e artificial e com o desenvolvimento do bebê.

Informações claras e muito úteis. Vale a pena a leitura.

O uso da chupeta e suas consequências

Por Graziela Botton

uso de chupeta
Photo Credit: Andrew Stawarz via Compfight cc

Hoje vou escrever sobre uso da chupeta, um assunto que costuma gerar insegurança e dúvidas nas mamães. Para conduzir o tema, abordarei alguns aspectos como a relação da sucção com o aleitamento natural e artificial, com o desenvolvimento do bebê e quando ela pode se tornar um hábito indesejado.

A sucção é um reflexo quando o bebê nasce, fundamental para sua alimentação e sobrevivência, que está presente desde a 18ª semana de vida intrauterina. Também está relacionada ao desenvolvimento psicológico, pois através dela o bebê descarrega tensão e energia, sendo uma fonte de prazer e segurança.

A sucção está relacionada à satisfação das suas necessidades, nutricional e emocional. O aleitamento materno através da livre demanda é importante pois, ao sugar no peito para se alimentar, o bebê também desenvolve seu sentimento de bem estar. No aleitamento natural, a criança demora mais para fazer a “ordenha”, satisfazendo a necessidade psicológica antes da nutricional, enquanto com a mamadeira o processo é mais rápido, ainda mais se o furo for aumentado, então o bebê estará alimentado, mas sem “satisfação emocional”. A sucção como hábito tem uma relação direta com sucção por tempo insuficiente, pois em situações que o bebê está alimentado, mas mantém-se inquieto, é comum oferecer-lhe a chupeta.Vários estudos que avaliaram a relação do aleitamento natural ou artificial com o hábito de sucção não nutritiva, confirmaram o hábito nas crianças que mamam por menos tempo no seio materno.

Não está errado o uso da chupeta para acalmar o bebê em situações que o notamos inseguro, com sono ou tristeza, até mesmo agitado após mamar. O hábito se instalará como resultado da repetição do ato, sendo muito frequente ou por tempo prolongado, tornando-se automático e inconsciente. É importante lembrar que “chupeta não é rolha”. Primeiro devemos tentar compreender o que o bebê está querendo transmitir quando chora e atender essa necessidade, distrair a criança ou acalmá-la, evitando oferecer a chupeta por qualquer inquietação. Para prevenir a instalação do hábito, e assim minimizar os efeitos indesejáveis, é importante “saber usar” a chupeta, oferecê-la com cautela, quando perceber necessidade, e ao notar a criança mais tranquila removê-la suavemente, com delicadeza e distração.

Para não desenvolver um apego da criança à chupeta, o que reforçaria o hábito, o acesso deve ser dificultado, não a associando a paninhos, nem a mantendo amarrada à criança, além de ter apenas uma e não várias à disposição.

Ao optar pelo uso da chupeta, é importante saber que tanto a ortodôntica como a comum (redonda) podem trazer alterações aos arcos dentais e à musculatura bucofacial da criança, a diferença entre elas está na gravidade dos danos causados. Sendo a ortodôntica, menos maléfica.

Sucção não nutritiva, ou como hábito, não se refere só à chupeta, mas também ao dedo. Então surge uma dúvida frequente: “devo oferece a chupeta para evitar o hábito de sugar o dedo?” NÃO! Não faz sentido introduzir um hábito prejudicial para evitar outro. Mas quando percebemos que a criança já faz sucção do dedo, devemos sim, tentar trocar, com delicadeza, o dedo pela chupeta. Pois nota-se maior dificuldade no momento de remoção do hábito de sucção do dedo. Estudos apontam menor percentagem de crianças que sugam o dedo, quando comparadas à chupeta, mas no caso do dedo, persistem por mais tempo com o hábito.

Espero ter ajudado vocês! Num próximo momento, escreverei sobre os efeitos prejudiciais da sucção não nutritiva (chupeta/dedo) por tempo prolongado e darei dicas para ajudar na remoção quando o hábito já está instalado.

 

Graziela Botton é Cirurgiã Dentista (CRO-RS 13931), Mestre em Ciências Odontológicas/Ênfase em Odontopediatria-UFSM e Doutoranda em Ciências Odontológicas/Ênfase em Odontopediatria-UFSM.