Qual é o melhor lugar para o bebê dormir

Qual o melhor lugar para o bebê dormir?


26 de setembro de 2013
Imagem: Vanilla Joy
Imagem: Vanilla Joy

Há poucos dias, recebi um e-mail de uma leitora dizendo que sua filha nasce em breve e que ela estava em dúvidas sobre onde colocá-la para dormir assim que chegassem da maternidade. Me perguntou se, pela minha experiência, eu achava melhor ela já dormir no quartinho dela ou se seria mais prático para todo mundo ela ficar nesse iniciozinho no quarto dos pais.

Minha resposta foi: só a experiência dirá. E a sua, não a minha, pois cada caso é um caso. E mais, já adiantei algo que em breve ela irá aprender: muitas vezes, planejamos uma coisa e, quando a estamos vivendo na prática, percebemos que teremos que fazer adaptações. Ou mudanças completas, dependendo do caso.

Aí contei para ela a minha história. Eu havia planejado deixar o Léo no primeiro mês no nosso quarto, no moisés ao lado da nossa cama. Achei que essa seria a solução ideal, pois assim seria prático para eu amamentar e ele também se sentiria mais confortável dentro de um lugar aconchegante e fofinho do que lá naquele berço enorme e frio. Ledo engano! A primeira noite em casa foi caótica. O Léo se remexia demais, fazia mil grunhidos durante a noite, acordava, chorava e, para completar, quando eu via, ele estava com a cabeça enterrada na parte de cima do moisés (não sei como ele fazia isso, mas ele ia “subindo” e a cabeça ficava dobradinha para o lado, toda torta). Eu olhava para ele ali dentro daquele “cestinho” e só pensava: definitivamente, isso não está funcionando.

Aí, o que fiz foi levar o Léo para o bercinho dele, no quarto dele, e eu também me mudai para lá, junto com ele. Para mim, essa foi a solução ideal. O Léo dormiu muito melhor do que havia dormido na primeira noite, meu marido, que estava trabalhando normalmente também, conseguia descansar, e eu ainda contei com o super apoio da minha mãe, que estava por aqui para me ajudar e também dormia com a gente (consegui colocar o Léo e mais nós duas lá porque no quarto dele tem uma bicama. Ficou tudo super apertado, mas foi a solução perfeita para o primeiro mês).

Depois que esse primeiro mês passou e que a minha mãe também voltou para a casa dela (ela mora no RS), eu vim para o meu quarto e o Léo ficou no seu bercinho, já acostumado com o ambiente. E aí, eu passei a acompanhá-lo via babá eletrônica, levantando todas as vezes que se fazia necessário e indo até o quarto dele para atendê-lo (e garanto que foram muitas, mas para mim assim funcionava melhor do que ele aqui no nosso quarto ou eu lá no quarto dele).

Enfim, minha opinião sobre onde o bebê deve dormir assim que chegar da maternidade é: tudo depende! Você só terá essa resposta depois que o bebê estiver com vocês e você sentir na prática o que está funcionando ou não. Tem gente que opta por colocar o bebê ao lado da cama do casal, em moisés ou berço desmontável, e acha perfeito, por um curto ou longo período de tempo. Outros já preferem desde cedo deixar o bebê no seu bercinho e ir até lá quando precisar. Ainda há as mães que fazem e adoram cama compartilhada (eu nunca consegui relaxar quando tentei, morria de medo de dormir e rolar sobre o Léo). E também há as soluções como a minha, na qual eu dormi o primeiro mês no quarto do Léo e depois vim para o meu e fiquei acompanhando ele pela babá eletrônica. Enfim, cada lar é um lar, cada bebê é um bebê, e só a experiência irá mostrar o que funcionará melhor para você. Vale a pena testar e, se precisar, mudar. Se aquilo que você planejou não está dando certo, faça adaptações. Garanto que será apenas uma das primeiras que você fará por toda a vida. :-)