Queda de cabelo pós-parto

Queda de cabelo no pós-parto


17 de Março de 2015

Sempre fui uma pessoa que teve uma implicância ímpar com o próprio cabelo. Meu cabelo é fininho, lisinho e tenho pouco. Por mais que tenha gente que ame, eu detesto. Gosto de cabelo cheio, ondulado, juba de leão, sabe? E aí, realizei esse sonho nas minhas duas gestações. Hahaha!

Grávida do Leo e grávida do Caê fiquei com o cabelo lindo! Meu cabelo parou de cair (então ficou bem mais cheio), ficou mais forte e bem mais brilhante. E aí, claro que sonhei manter esse cabelo para sempre, mas logo depois do parto do Leo, uns 3 ou 4 meses depois, mais ou menos, ele começou a cair. Cair não, despencar, a ponto de eu olhar para o chão, para o travesseiro e para a escova de cabelo e ter a impressão de que iria ficar careca.

Photo Credit: rachel a. k. via Compfight cc
Photo Credit: rachel a. k. via Compfight cc

E essa, claro, não é só uma impressão minha. Muitas e muitas, para não dizer todas as gestantes, comentam ter esse tipo de problema: perder muito, muito, muito cabelo depois do nascimento do bebê. Mas por que isso acontece? O que causa? Quando é mais comum acontecer? O que pode ser feito a respeito? E quando esse problema irá parar?

Fiquei pensando se começava pela notícia boa ou pela ruim… então decidi começar pela ruim: não há muito que se possa fazer para manter os cabelos lindos como na gravidez e nem para evitar a queda depois. Por isso, aproveite enquanto é tempo!

O que faz os fios mudarem tanto são os hormônios da gestação, principalmente a progesterona. Eles fazem com que os cabelos passem mais tempo na fase de crescimento, ou seja, menos fios entram na fase de queda, levando a cabeleira a ficar mais volumosa e brilhante.

Depois do nascimento do bebê, todos os hormônios mudam de novo e há também o estresse do parto – já ouviu falar que estresse faz os cabelos caírem? Então… – aí é normal que caiam mesmo mais fios. Enquanto no dia a dia uma pessoa perde cerca de 100 fios de cabelo por dia, na fase pós-parto esse número aumenta cinco vezes. Isso mesmo, você pode perder 500 fios! Por isso aquela sensação de que tem algo errado e que você está prestes a ficar careca não são nada anormais.

Leva um tempo para tudo voltar ao normal, os especialistas dizem que isso deve ocorrer entre três e seis meses após o parto. Embora não dê para controlar, algumas coisas podem amenizar a queda, como manter uma alimentação balanceada, rica em frutas, vegetais e completa em vitaminas e minerais, manter os cabelos bem cuidados – pergunte ao seu médico ou dermatologista sobre produtos específicos para queda que podem ser úteis – e evitar fazer tratamentos químicos, como alisamentos e tinturas. Você já deve ter esperado um tempo durante a gravidez mesmo, não custa esperar mais um pouquinho. Ah! Água muito quente no banho, secador muito quente e chapinha não são amigos dos cabelos em queda. Controle a temperatura, invista em uma boa hidratação.

Outra coisa que eu sei que é fácil falar, mas nem sempre fácil de fazer, é controlar o seu nível de estresse. Bebê novo em casa, seja primeiro, segundo ou décimo filho, é sempre um momento intenso e que a gente passa por alguns perrengues. Mas tente manter a mente sã e observe se o seu estresse não está demais e prejudicando sua saúde – e sua beleza. A queda de cabelos pós-gravidez só se torna um problema sério mesmo caso não passe depois desses seis meses e caso você note falhas no couro cabeludo ou não consiga ver cabelos novos nascendo, ok?