Receita de papinha para bebê | Macetes de Mãe

Receita de papinha para bebê


7 de Abril de 2013

photo posted on post-gazette.comVira e mexe alguém me pede alguma receita de papinha que eu dou para o Léo e aí eu dou (dava!) toda aquela explicação de que ele tem (teve?) alergia alimentar, que não aceitava comer muita coisa, que a dieta dele era restrita, blá, blá, blá, blá…. Ou seja, nunca me senti confortável para compartilhar as receitas que eu preparava para o Léo porque elas eram meio que umas gororobas do que ele podia comer sem fazer mal.

Mas de uns tempos para cá (eeeee! ufaaaaaaa!) as coisas vem mudando. O Léo está com uma dieta bem mais completinha e eu estou podendo viajar um pouco na maionese e ousar na cozinha.

Nunca fui uma cheff de arrasar, mas também não era uma total perdida com as penalas. Não curtia encostar a barriga no fogão todo santo dia, mas cozinhar para amigos queridos ou preparar um jantar especial para o maridão sempre me agradou. Bom, agora tenho vivido alguns desses momentos criativos com o Léo. Alguns dão mais certos, outros menos. Mavamoquevamo!

Essa semana preparei uma papinha que meu pequeno super aprovou. E como ela é bem completinha, resolvi compartilhar aqui a receita. Se vocês curtirem, repitam nas suas casinhas e depois me contem como foi. Bom, vamos lá….

Ingredientes

300g de mandioca/macaxeira
200g de chuchu
150g de abóbora japonesa
150g de couve flor
3 colheres de sopa bem cheias de lentilha já preparada
1 punhado de mix de folhas verdes (ou pelo menos um tipo)
50 g de frango (ou mais, se você preferir)
1 mini cebola
1 colher de chá rasa de cebolete (temperinho verde)

Modo de preparo

Descasque todos os ingredientes. Cozinhe a mandioca numa panela de pressão até ficar bem molinha. Reserve. Também prepare, em uma panela de pressão, a lentilha e reserve. Cozinhe no vapor, em outra panela, o chuchu, a abóbora japonesa, a couve flor e o mix de folhas verdes. Reserve. Em uma frigideira, refogue o frango com a cebola e a cebolete. Quando o frango estiver cozido, desfie ou pique-o.
Depois que todos os ingredientes estiverem preparados, amasse com um garfo a mandioca, o chuchu, a abóbora japonesa, a couve flor e as folhas verdes. Acrescente o frango com a cebola e cebolete e a lentilha.
Se quiser, acrescente um pouco de sal, lembrando que até completar um ano de vida o ideal é que bebês ingiram o menos possível desse tempero.

PS: O Léo tem 10 meses e já está liberado para comer todos esses ingredientes. Antes de preparar e oferecer essa papinha para o seu bebê, cheque antes com o pediatra quais alimentos ele já pode ingerir.

Dicas:

  • Parece que dá um trabalhão preparar essa papinha, mas também não é tão difícil assim. Legumes cozinham no vapor muito mais rápido que na água. Além disso, eu cozinho bastante lentilha e congelo-a em formilhas para gelo. Depois utilizo só a quantia que preciso na receita (ou seja, cozinho uma vez só e depois uso em várias papinhas).
  • Ainda sobre a lentilha… Lentilha é um tipo de grão e em alguns bebês (e até adultos) grãos causam gases. Às vezes, muitos gases. A dica é, quando preparar algum tipo de grão, fazer a técnica do remolho (acho que é esse o nome). Aprendi com uma amiga cuja filha também teve APLV e por isso também ficou com o intestino super sensível, como o Léo. A técnica do remolho consiste em cozinhar a lentilha até a panela de pressão começar a chiar (fazer aquele barulho de que está fervendo). Quando começar o tal barulho, desligar, tirar a pressão, abrir e jogar a água fora. Repetir isso três vezes e só deixar cozinhar mesmo, até ficar no ponto, na quarta água. Ai que trabalhão! Mas gente, mãe que tem bebê com intestino sensível, que qualquer coisinha diferente já os transforma em um balão de gás hélio, faz qualquer coisa para alimentar seu pequeno sem causar-lhe sofrimento. Então, se seu baby anda tendo gases quando come grãos na papinha, recorra a essa técnica do remolho que aqui em casa funcionou perfeitamente! E olha que o intestino do Léo é uma coisa de sensível. Se o dele aprovou, garanto que o negócio funciona. Fica a dica!