Remédios caseiros para a tosse

Remédios caseiros para a tosse


11 de dezembro de 2014

Leo tem asma e rinite, ou seja, vira e mexe está com alguma crise de tosse. Normalmente,  suas crises de tosse alérgica (tosse seca) atacam quando há alguma mudança brusca de temperatura ou quando o tempo fica muito seco e aí, além de seguir à risca as prescrições médicas, eu também coloco em prática alguns tratamentos caseiros que prometem combater bem a tosse.

Abaixo, trago algumas dicas testadas e aprovadas aqui em casa, e também outras que recebi de leitoras e que, segundo elas, são tiro e queda.

Se alguém quiser saber mais sobre o assunto tosse, sugiro ler esse texto super esclarecedor escrito pela pediatra Kelly Oliveira especialmente para o MdM. Vale a pena!

Remedios caseiros para a tosse
Photo Credit: justmakeit via Compfight cc

Remédios caseiros para combater a tosse:

Cebola cortada ao lado da cabeceira do berço/cama: essa técnica está mais do que testada e aprovada aqui em casa. Toda vez que o Leo está com alguma crise de tosse alérgica, é a essa artimanha que eu recorro. Nesse post, eu explico direitinho como é que se faz. A explicação científica para isso funcionar eu não sei, mas que funciona, a isso funciona! E garanto que não é só aqui. Várias leitoras já pegara a dica aqui no blog e depois me escreveram dizendo que é “tiro e queda”.

Vick na sola do pé e meia quente por cima: essa dica peguei de algumas leitoras. Na verdade, de várias. Segundo elas, passar um pouco de Vick na sola do pé e depois colocar uma meia quentinha por cima faz a tosse cessar em minutos. Da próxima vez, vou testar. (só atenção: tem que checar com o pediatra qual a idade mínima para aplicar Vick sobre a pele do bebê. Se não me engano, enquanto ele é novinho não pode).

Vick no peito: dica muito parecida com a de cima. Só que aqui, em vez de aplicar o Vick na sala do pé, ele é aplicado sobre o peito da criança. Algumas mães ainda passam uma faixa de tecido em volta do peito, não muito apertada, claro, para manter este aquecido e fazer mais efeito. Mas segundo outras, basta aplicar uma camada fina de Vick e cobrir com um body ou camiseta (e prender essa na caça ou bermuda para que não suba).

Xarope caseiro de beterraba:  Cortar a beterraba em fatias, colocar num prato e jogar açúcar mascavo por cima. A beterraba vai “chorar” um caldinho como um xarope e esse deve ser dado para a criança algumas vezes ao dia. Lembro que a minha mãe sempre me dava esse xarope, que eu não curtia muito (detesto beterraba) mas, segundo ela, funcionava super bem. Importante: até 2 anos de idade não é indicado que se dê açúcar para os bebês, então, se for testar essa receita, o ideal é que seja após essa idade. Além disso, vale a pena checar com o pediatra antes o que ele acha sobre isso. Como é uma receita que envolve ingestão, é sempre bom consultar um médico previamente.

Folha de couve aquecida sobre o peito: nunca cheguei a testar, mas algumas leitoras garante que funciona super bem. A dica é aquecer numa frigideira uma folha grande de couve e colocá-la morninha (mais quente! cuidado com as queimaduras) sobre o peito do bebê. Para ela ficar no lugar, é importante enfaixar o peito, sem deixá-lo muito apertado, claro.

Colher de mel: quando eu consigo fazer o Leo comer mel (ele odeia), funciona super bem essa dica. Atrelada, é claro, à da cebola. Mas aqui um aviso importante: mel não deve ser oferecido para crianças menores de 1 ano, sob risco de causar botulismo.

Colher de mel com gotinhas de limão: idem ao caso acima, só que em vez de se dar só mel, algumas pessoas dão uma colher de mel misturada a uma ou duas gotinhas de limão. Essa dica não cheguei a testar, mas como a base é mel, deve funcionar bem (lembrando a restrição até 1 ano de idade).