Cuidados e soluções caseiras para espantar mosquitos e pernilongos

Remédios e soluções caseiras para espantar mosquitos e pernilongos


14 de Janeiro de 2015

Ontem, publiquei um post que falava sobre os cuidados que temos que ter ao usar repelentes e inseticidas com crianças. Como há um consenso de que esses produtos não podem ser usados com crianças com menos de seis meses de idade e, também, como no caso de crianças maiores eles poderem causar alergias, achei legal fazer um post com dicas de soluções e remédios caseiros para espantar ou acabar com esses bichos tão indesejados.

remedios caseiros para manter os mosquitos longe das criancas
Photo Credit: John Tann via Compfight cc

Soluções caseiras para espantar mosquitos e pernilongos

Fechar janelas e portas mais cedo. Quando o final da tarde se aproximar (máximo 17h), fechar todas as janelas e portas dos quartos. Isso evita que os mosquitos, que costumam aparecer nesse horário, entrem.

Tela nas janelas. Uma opção é instalar telas com velcro ou moldura de madeira pois, assim, podem ser retiradas com facilidade quando não forem necessárias. Essas telas são específicas para evitar a passagem de mosquitos e insetos pequenos, não tem nada a ver com aquelas telas de proteção para quedas. Ok? E outra dica: próximo ao final da tarde, manter fechadas as portas dos cômodos que não tem essas telas de proteção, como banheiro, cozinha, área de serviço, etc…

Raquetes de matar mosquito. Antes de colocar a criança no quarto, fazer um “vistoria” e matar os mosquitos com essa raquetinha. Depois, só tem que cuidar para não deixar janelas e portas abertas, pois se não eles voltam.

Ventilador. O vento faz com que o mosquito não se aproxime das crianças (só tem que ver se a criança se adaptará bem ao ventilador e também tem que cuidar para ela não passar frio).

Mosquiteiro. Essa solução é bem antiga, mas segue sendo eficiente. Só tem que se tomar muito cuidado para não deixar a criança presa embaixo do mosquiteiro com algum bichinho ou, então, deixar algum espaço para a passagem deles.

Difusor, incenso ou vela de citronela. Citronela é um produto seguro e eficiente para espantar mosquitos e outros insetos. Só vale checar com o pediatra qual a idade que eles poderão ser utilizados (dica: usar antes para espantar os mosquitos do quarto, depois retirar e manter a porta fechada).

Desinfetante com cheiro de citronela. Outra solução é usar um desinfetante que tenha cheiro de citronela. Assim, ao limpar a casa, já espanta os bichinhos (só cuidar se a criança não é alérgica a cheiros fortes).

Preparar uma armadilha caseira. Despeje vinagre de maçã num recipiente, adicione algumas gotas de detergente e uma colher de chá de açúcar. Misture e deixe ao alcance dos mosquitos nos cômodos. O vinagre e o açúcar atraem os mosquitos, já o detergente irá matá-los.

Passar talco na criança. Os mosquitos não gostam do cheiro, aí não se aproximam. Só tem que cuidar se a criança não é alérgica a esse produto e também cuidar na hora da aplicação, para não “levantar” pó e a criança acabar inalando-o (o que também faz mal). Minha dica aqui: checar antes com o pediatra o que ele acha dessa solução, por conta do risco da criança inalar o pó na hora do talco ser aplicado.

Solução com cravo e álcool: Colocar 100g de Cravo da Índia em 100 ml de álcool. Deixar curtir por 3 a 4 dias e então, colocar em um difusor ou espirrar com borrifador nos cantinhos do quarto.

Vela de laranja. Fazer uma vela caseira de laranja. Cortar ela ao meio, tirar os gomos, derreter cera e colocar um pavio dentro. Depois acender no quarto da criança para espantar os mosquitos antes dela dormir.

Ferver cravo. Colocar cravo para ferver com bastante água, tipo um chá. Deixar a água fervendo até o cheiro de cravo tomar conta da casa. Quando ferver, baixar o ponto. Os mosquitos irão escapar da casa e aí é só fechá-la para eles não voltarem.

Queimar casca de limão ou laranja. Antes da criança ir para o quarto, queimar lá um pedaço de casca de limão ou laranja e, depois que os mosquitos fugirem, fechar a porta e a janela (só tomar muito cuidado com acidentes. Não deixar as cascas queimando sem ninguém acompanhando).

Limão com cravo. Cortar um limão ao meio (apertando-o para soltar um pouco de sumo e exalar mais cheiro), colocar nele o máximo possível de cravos (cravadinhos) e depois deixar no ambiente para espantar os mosquitos.

Repelente natural feito com álcool e cravo. Misturar 500ml de álcool, 100ml de óleo de amêndoa e cravo da índia (um punhado). Colocar tudo em um recipiente fechado e deixar repousar por alguns dias, mexendo a mistura de manhã e à tarde. Depois, aplicar no corpo. Importante: como é algo que será aplicado na pele, sugiro checar antes com o pediatra se ele autoriza. Principalmente por conter álcool e a pele das crianças ser muito sensível a esse tipo de produto.

Repelente eletrônico. Há uns dispositivos que você liga na tomada e eles emitem um som que somente os mosquitos escutam, os humanos não. Como esse barulho incomoda, eles fogem. Infelizmente, não conheço nenhuma marca para indicar (importante: algumas mães relataram que tem a impressão de que o bebê/criança escuta o som, que só o adulto não escuta, e que isso incomoda).

Aplicativo para espantar mosquitos. Assim como o dispositivo que é colocado na tomada, um alguns apps que prometem emitir um som não audível para humanos e que espanta os mosquitos. Um deles é o Mosquito Away. Mas aqui vale o mesmo alerta dado acima: ver se a criança não demonstra estar incomodada por ouvir o som que nós, adultos, não escutamos.

E, uma dica para amenizar o desconforto e a coceira depois que a criança for picada, é passar um pouquinho de vinagre sobre a picada. Segundo algumas leitoras, é tiro e queda.

Bom meninas, essas são algumas dicas que leitoras e amigas me passaram. Espero que ajudem!