Tabela de alimentos para usar em receitas de papinhas salgadas (e modelo de receita básica para ir mudando só os ingredientes) | Macetes de Mãe

Tabela de alimentos para usar em receitas de papinhas salgadas (e modelo de receita básica para ir mudando só os ingredientes)


19 de Janeiro de 2013

E aqui em casa segue a fase da introdução de papinhas. Na verdade, agora entramos na fase DOIS, na qual estamos introduzindo novas frutas (além das básicas banana, mamão, pera e maçã) e novos ingredientes na papinha salgada.

Sobre a introdução de novas frutas vou deixar para falar em outro post. Hoje vou comentar com vocês as orientações e dicas que recebi do pediatra do Léo para a produção de papinhas salgadas (Obs: o pediatra do Léo é, na verdade é gastro pediatra, ou seja, manja do assunto MESMO!).

Bom, na primeira fase, que eu não cheguei a comentar nada com vocês, nós introduzimos a papinha salgada com a receita feita da seguinte forma (ver no fim do post a tabela de ingredientes divididos em grupos):

PAPINHA SALGADA FASE 1:

1 porção de frango (só frango, peixe e carne ainda não estavam liberados) + 1 item do grupo DOIS + 1 item do grupo TRÊS + 1 item do grupo QUATRO.

Para temperar, ele liberou cebolete, cheiro verde, cebolete e azeite de oliva (PS: a cebolete e o cheiro verde devem ser frescos e não secos e o azeite de oliva deve ser acrescentado no final do preparo do alimento e em pouca quantidade).
Importante: o frango não deve passar de 20% do total da receita. Os demais itens podem ser colocados na quantidade que cada mãe achar melhor (depois de um tempo, isso pode ser definido com base nas preferências do bebê). Antes de iniciar essa receita, sugere-se que seja feito um teste individual com cada ingrediente por três dias. Por exemplo: testar batata por três dias, depois testar cenoura por três dias. Após os dois alimentos serem aprovados (não causarem reação no bebê), fazer a receita misturando esses dois ingredientes (testados) com os demais (frango, uma verdura, temperos).

A primeira fase, aqui em casa, foi um grande sucesso. O Léo amou as papinhas que eu ofereci (uma eu já compartilhei a receita aqui) e comeu muito, muito, muito mais do que eu esperava.

Os itens que eu testei na fase 1, ou seja, usei em receitas e o Léo papou bonitinho, eu marco abaixo na tabela em azul para vocês saberem.

Pois bem, agora estamos entrando na fase 2, que significa variar um pouco mais nos ingredientes e fazer duas mudancinhas básicas: incluir mais um ingrediente do grupo 3 e incluir o grupo 5 na receita, que tinha ficado de fora da primeira fase.

Assim, para a segunda fase, temos a seguinte receita básica…

PAPINHA SALGADA FASE 2:

1 porção do grupo UM + 1 item do grupo DOIS + 2 item do grupo TRÊS + 1 item do grupo 4 + 1 item do grupo 5 (esse grupo cinco só na papa do almoço, por enquanto).

Para temperar, ele liberou os mesmos temperos que já havia librado (cebolete, cheiro verde, cebola e azeite de oliva) e mais todos os outros que eu achar gostosos (orégano, manjericão, alecrim, alho, etc…), mas sempre frescos (e o azeite de oliva sendo acrescentado sempre no final do preparo do alimento).
Importante: o frango/carne/peixe não deve passar de 20% do total da receita. Os demais itens podem ser colocados na quantidade que cada mãe achar melhor (depois de um tempo, isso pode ser definido com base nas preferências do bebê). Quando for incluir um item novo na receita, sugere-se que seja feito um teste desta nova receita por três dias, para ter certeza que esse novo ingrediente não faz mal ao bebê.

Agora, compartilho com vocês a tabela de ingredientes para ir montando as receitas com base nos modelinhos descritos acima.

O que eu faço aqui em casa é ir marcando com cores coloridas os ingredientes que eu já testei e o Léo aprovou ou não. Por exemplo, marco com vermelho o ingrediente que eu dei e ele não gostou ou com verde o que eu dei e ele aprovou. Para saber o que ele gosta ou não, sempre que eu introduzo um novo ingrediente eu mudo SÓ ELE na receita. Assim, se uma receita que o Léo já comia bem ele passa a não aceitar, é porque a novidade não foi aprovada.

Mais um detalhe: aqui em casa é tudo testado com muito cuidado (pego uma receita que já testei e troco/incluo UM único novo ingrediente) porque o Léo tem APLV , que é alergia à proteína do leite de vaca. Bebês que tem essa alergia podem ser alérgico a outras coisas, então é importante, na verdade necessário, ficar de olho em tudo novo que é introduzido, para ver se causa alguma reação diferente ou não.

Abaixo a “tabela” de ingredientes (que não está em formato de tabela, mas tenho certeza que vcs me perdoam). Eu marco em azul os itens que dei na fase 1 para o Léo. Os demais estou testando agora na fase dois e já adianto que tem coisas que, definitivamente, não foram aprovadas. Kkkkk!

Qualquer dúvida, deixe um comentário abaixo. Terei prazer em responder.

GRUPO 1 – PROTEÍNAS
Frango (caipira), carne, peixe…

GRUPO 2 – TUBÉRCULOS E RAIZES
Batata, mandioquinha, batata doce, inhame, mandioca…

GRUPO 3 – LEGUMES
Cenoura, abóbora, abobrinha, chuchu, brócolis, couve flor, berinjela, moranga, quiabo, pepino japonês…

GRUPO 4 – VERDURAS
Espinafre, escarola, rúcula (mini), couve, acelga, endívia, mostarda…

GRUPO 5 – GRÃOS
Feijão, lentilha, ervilha, grão de bico….

 
Leia outros posts relacionados a este tema: