Anquiloglossia (ou língua presa) pode prejudicar a amamentação | Macetes de Mãe
língua presa

Anquiloglossia (ou língua presa) pode prejudicar a amamentação


23 de agosto de 2018

Mamães, hoje vamos falar de anquiloglossia. Mas Shirley, que palavrão é esse? Anquiloglossia, também conhecido como língua presa, é uma falha no desenvolvimento da língua, identificada pelo freio da língua curto. E isso, além de impedir a fala correta das palavras no futuro, prejudica a amamentação dos bebês.

Leia também: teste da linguinha, para avaliar se o bebê tem a língua presa

Normalmente, não conseguimos identificar com exatidão o problema. Podemos suspeitar, através de alguns sinais como: quando a língua do bebê acaba ficando repartida na ponta, ou o bebê não consegue fazer ponta de língua, ou não consegue levantar a língua ao chorar, ou também não encosta a língua no céu da boca. Somente os pediatras, odontopediatras e fonoaudiólogos confirmam o diagnóstico.

Entenda mais sobre Anquiloglossia

Segunda a especialista em odontopediatria, Dra. Adriana Mazzoni, outros sinais que poderiam identificar se o bebê tem anquiloglossia, seriam: o bebê machucar demais o seio da mãe na hora da mamada, morder o seio sem projetar a língua para fora da boca, ele perder peso ou não ganhar o peso esperado, ficar muito agitado enquanto mama.

O ideal é que a anquiloglossia seja diagnosticada antes dos três meses de idade e que o bebê seja operado imediatamente. Isso porque contribui para a mamada correta. Ou seja, não prejudica a amamentação do bebê, tornando essa fase mais tranquila. Não há riscos se essa anomalia for identificada depois dessa idade. No entanto, sabemos que quanto maior for a criança, mais dificuldade temos para contornar situações hospitalares e possíveis traumas. E para corrigir a anquiloglossia é necessária a operação, independente da idade da criança. Dra. Adriana recomenda que, quanto mais cedo o diagnóstico e a remoção do freio da língua, mais fácil será para o desenvolvimento correto da língua, da fala e da região orofacial.

Para corrigir a anquiloglossia (ou língua presa)

O procedimento a ser realizado é chamado de frenectomia lingual. Trata-se de uma cirurgia simples que dura alguns minutos e, em alguns casos, nem precisa de pontos. Porém, é recomendável fazer o procedimento no hospital para que a criança seja sedada. Embora seja um procedimento simples, para evitar que a criança fique traumatizada, a cirurgia deve ser feita com sedação. Até os seis meses de idade, é possível fazer em consultório dentário tranquilamente, mas depois desta idade, é aconselhado fazer no hospital. A recuperação é muito rápida, considerada quase que imediatamente após a cirurgia.

E como em toda cirurgia, simples ou não, antes de tomar qualquer decisão, precisamos conversar com o médico. E após a realização de qualquer procedimento, portanto, precisamos esclarecer todas as dúvidas com o médico e ir para a casa com a cabeça livre de incertezas e inseguranças.

Fonte: esse texto foi produzido com base nas informações, enviadas pela assessoria de imprensa, da Dra. Adriana Mazzoni, formada há 29 anos em Odontologia e especializada em Odontopediatria.

Se você gostou desse post, poderá gostar também desse vídeo no canal MdM, sobre pega incorreta do bebê.

Assista também esse vídeo sobre Hiperlactação: