Como e quando retirar a chupeta, dedo e mamadeira | Macetes de Mãe
Como e quando retirar a chupeta

Como e quando retirar a chupeta, dedo e mamadeira


1 de novembro de 2018

Se você está lendo esse blog, provavelmente é mãe, grávida ou simpatizante. E já deve ter se deparado com opiniões diversas. Inclusive, até (alguns) julgamentos sobre como e quando retirar a chupeta, dedo e mamadeira. É incrível como todo mundo sabe o que pode ou não pode e o que é melhor ou não para os nossos filhos. Por isso, quando surge a dúvida, é importante buscar a ajuda de um profissional com conhecimentos técnicos e científicos. Principalmente, quando for o caso da retirada de alguns hábitos de sucção, como chupeta, mamadeira e dedo.

A fonoaudióloga especialista em Motricidade Orofacial, Rosana Cristina Boni, explica que a sucção é um reflexo inato no processo de alimentação do bebê, desencadeado pelo contato dos lábios com o mamilo. Ou seja, segundo ela, mamar no peito faz a criança exercitar mais sua musculatura facial, pela necessidade de sugar intensamente, levando a uma exaustão da sucção e uma sensação de satisfação e bem-estar. Existem estudos que, inclusive, relatam que crianças amamentadas naturalmente apresentam menor probabilidade de desenvolver hábitos de sucção não nutritivos, como a chupeta e o dedo.

Vale ressaltar que o Ministério da Saúde sempre adverte: a criança que mama no peito não necessita de mamadeira, bico ou chupeta. O uso de mamadeira, bico ou chupeta prejudica o aleitamento materno.

Mas a pergunta que não quer calar é: o que acontece se o bebê usar a mamadeira?

Rosana explica que quando a criança suga na mamadeira os movimentos são diferentes do peito. Nesse caso, não trabalha a musculatura facial adequadamente. Isso faz com que ela não satisfaça sua necessidade de sucção até a exaustão e não alcance a sensação de bem-estar. Mas a especialista frisa que apesar de ser importante insistir no processo de amamentação natural, não é preciso ter culpa. Muito menos julgar quem não consegue amamentar por algum problema.

Rosana ressalta que os hábitos nocivos de sucção mais comuns e que merecem atenção são a chupeta e o dedo. Por isso, a especialista lembra que na fase de pleno desenvolvimento da criança, oferecer a chupeta constantemente pode provocar alterações na arcada dentária. E até mesmo no formato do rosto. Ela alerta que retirar os hábitos de sucção até os 03 anos de idade, pode propiciar a reversão natural de alguns problemas que possam ocorrer. Essa é a idade limite para remoção da chupeta/dedo, considerando orientações odontológicas.

Leia também: como tirei a chupeta do Caê

A fonoaudióloga orienta ainda oferecer a chupeta, com formato, tamanho e bico corretos, nos casos em que a criança acaba de mamar no peito, mas continua sugando lábios ou língua. Assim a criança poderá satisfazer a necessidade de sugar, evitando que ela pegue o dedo posteriormente, por exemplo.

É importante observar que, o quanto antes for iniciada a remoção do hábito, maior a chance de sucesso. Pois haverá menos alterações bucodentárias a corrigir e menor apego à chupeta/dedo. Vale salientar que cabe ao profissional o papel de orientar e instruir. Mas o PAPEL ATIVO ESTÁ COM OS PAIS, responsáveis pelo REFORÇO POSITIVO NO DIA A DIA.

Nesse post AQUI tem dicas para a criança abandonar a chupeta ou o hábito de chupar o dedo, escrito pela Graziela Botton é Cirurgiã Dentista.

Fonte: esse material foi recebido através da assessoria Baruco Comunicação Estratégia.

Se você gostou desse post, poderá gostar também desses vídeos, no canal MdM, dar ou não a chupeta:

E ainda 10 dicas para tirar a chupeta.