Criança que ronca não é bonitinho! E pode precisar de ajuda | Macetes de Mãe

crianças que roncam

Criança que ronca não é bonitinho! E pode precisar de ajuda


27 de setembro de 2018

Mamães, vocês sabiam que uma criança que ronca pode indicar algum problema de saúde? E entre os problemas está a apneia, uma situação que, em alguns casos, coloca em risco a saúde da criança.

Ou seja, antes de achar que é “bonitinho” a criança roncar, é muito importante identificar qual a causa desse ronco, pois ele pode exigir algum tipo de tratamento.

Bom, mas antes de entrar nos detalhes, vamos entender um pouco é o que é o ronco.

Ronco é o barulho causado pela vibração do tecido mole que fica na nossa faringe e ocorre quando há dificuldade do ar em passar pelas vias aéreas superiores, principalmente nas regiões de garganta e do nariz. Ou seja, é provocado por conta do bloqueio das vias aéreas. Nas crianças, esse bloqueio pode ser causado por rinite alérgica e/ou infecções na garganta ou amígdala.

Atenção para criança que ronca: ela pode precisar de ajuda

O ronco é muito frequente de acontecer nas crianças com idades entre 3 e 10 anos e, muitas vezes, é visto como sendo normal. Mas quando o ronco acontece na maioria das noites por mais de 3 meses pode causar consequências sérias como:

  • Dificuldade em ganhar estatura ou peso;
  • Sonolência/agitação excessiva durante o dia;
  • Enurese (xixi na cama);
  • Problemas de memória/ aprendizado;
  • Cansaço;
  • Mau humor;
  • Alterações no crescimento da face, na saúde bucal e na postura.

Essas são algumas consequências das noites mal dormidas causadas pelo ronco. Em alguns casos, o ronco pode ser ainda um sintoma da Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono. O que pode trazer complicações maiores para a saúde da criança.

As crianças que têm dificuldade para respirar pelo nariz também podem apresentar outros sintomas, como irritação nasal, coriza, respirar de boca aberta, dificuldade para mastigar ou engolir alimentos mais consistentes, baba no travesseiro, sono agitado e dor de cabeça pela manhã.

A longo prazo, a respiração pela boca pode causar alterações no crescimento da face, enfraquecimento dos músculos ao redor da boca, maior propensão para cáries e gengivites e diminuição na qualidade de vida.

Portanto, o ronco e a respiração pela boca não são normais e devem ser tratados.

Fonte: esse post foi produzido com base nas informações enviadas pela assessoria de imprensa da Dra. Emília Leite de Barros Costa – médica graduada pela Faculdade de Medicina do ABC, especialista em Otorrinolaringologia pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL) e Mestre em Otorrinolaringologia pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Assista no Canal MdM, esse vídeo sobre bebê chiador: