Um guia de amamentação para pais
Um guia de amamentação para pais

Um guia de amamentação para pais


28 de maio de 2018

No post de hoje, trago um guia de amamentação, mas o foco não são as mães e sim os pais, que são apoio fundamental para as mulheres nesse período.

Os pais nem sempre percebem quanto o papel deles é importante quando se trata de amamentação e cuidados com o recém-nascido. Eles podem até se sentir um pouco deixados de lado, já que a mãe é a única que pode amamentar o bebê, mas eles têm um profundo efeito sobre a amamentação e o bem-estar tanto do parceiro quanto do filho.

Muitas pessoas não sabem, mas o apoio amoroso de um parceiro é um dos fatores mais importantes na decisão da mulher de amamentar.

Pesquisas mostram que quando uma mãe tem o apoio e o incentivo de seu parceiro, ela tem maior probabilidade de ter sucesso na amamentação e amamentar por um período maior de tempo. Ter suporte facilita o processo, mesmo quando a mãe está exausta. Além disso, o apoio é inestimável para superar problemas difíceis ou dolorosos de amamentação, caso surjam.

Quanto mais tempo a mãe amamentar o bebê, maiores serão os benefícios à saúde do bebê e da mãe. Então, ao se tornar um parceiro na amamentação, você está investindo na saúde de longo prazo de sua família. Aqui estão algumas maneiras de incentivar a amamentação e cuidar da sua parceira e do bebê.

Guia de amamentação: como participar desse momento

Como parceiro, você pode pensar que não há muito o que fazer para participar da amamentação, mas existem sim muitas formas de participar e dar uma mãozinha para a companheira. Aqui está um guia de amamentação com algumas das coisas que você pode fazer para participar dessa experiência:

  • Prepare-se para a amamentação lendo sobre isso e aprendendo tudo o que puder. Descubra como a amamentação beneficia seu bebê, sua esposa e sua família. Inscreva-se para uma aula de amamentação com a sua parceira, compre alguns livros ou peça emprestados, busque na internet e vá ao médico com a sua esposa. Quanto mais você aprender e souber sobre a amamentação, mais você poderá ajudar.
  • Junte-se à sua esposa na decisão de amamentar. Diga-lhe que acredita na amamentação e quer ajudá-la a fazer o melhor para o seu filho. Tenha em mente que a amamentação é uma experiência de aprendizado, especialmente para as mães de primeira viagem. Nos dias em que a amamentação é difícil, ter o seu encorajamento pode significar tudo para a sua parceira. Ter você ao lado pode dar a ela a confiança de que ela precisa para ter uma boa amamentação e continuar amamentando mesmo quando as coisas estão difíceis.
  • Esteja disponível. Se puder, tire férias do trabalho quando o bebê nascer. Enquanto você está no hospital, pode prestar atenção nas enfermeiras e fazer perguntas. Então, quando você chegar em casa, ajude sua esposa e passe tempo com ela enquanto ela se ajusta para se tornar uma nova mãe com novas responsabilidades.
  • Ajude sua esposa com o trabalho doméstico, como cozinhar para as crianças mais velhas. Sua esposa, certamente, estará cansada e sobrecarregada com tudo o que precisa fazer. Além disso, ela ainda estará se recuperando do parto, especialmente se for um cesariana. Incentive-a a tirar uma soneca para recuperar o tempo perdido. Você também pode manter os números de telefone do médico, de um grupo de amamentação local disponível no caso de precisar de ajuda ou de encontrar alguns dos problemas mais comuns da amamentação.
  • Seja atencioso. Leve o bebê para sua esposa quando for hora de amamentar. Pegue o travesseiro de amamentação e ajude os dois a ficarem em uma posição confortável. Coloque um copo de água e um lanche ao lado dela e pergunte se há mais alguma coisa que você possa fazer. Quando ela estiver se sentindo confortável e relaxada, isso ajudará o leite a descer. Fique na companhia da sua esposa, tenha uma conversa agradável com ela enquanto a ajuda a manter o bebê acordado para ser amamentado.
  • Diga à sua esposa que você a ama. Dê a ela muito carinho e atenção. E seja paciente se ela não parecer interessada em por um tempo. Dê o tempo que ela precisa para se curar e se acostumar com suas novas responsabilidades.

Como se relacionar com seu bebê

Às vezes os pais se sentem excluídos quando o bebê está sendo amamentado. Mas cuidar de um bebê envolve muito mais do que apenas se alimentar. Existem muitas outras maneiras de cuidar e se relacionar com o seu filho.

Fique com o bebê enquanto sua esposa estiver descansando, quanto mais tempo você dedicar ao seu filho, mais confiante você ficará com suas novas habilidades de pais. Abaixo deixo algumas formas que os pais podem usar para se relacionar com um bebê.

  • Pegue seu filho e fale com ele enquanto ele estiver acordado. Na hora de dormir, balance-o suavemente até que ela adormeça. Quando ela estiver dormindo, sente e segure-o em seus braços.
  • Manter contato direto pele a pele promove uma conexão profunda. Quando você coloca seu recém-nascido em seu peito nu e se aconchega enquanto sua pele está em contato, estimulando a liberação do hormônio oxitocina, responsável pelo amor e vínculo. Estimulando uma relação próxima entre você e seu filho.
  • Ofereça cuidados diários: Antes, durante e após a amamentação, haverá muitas fraldas para trocar. Entre a troca de seios ou depois da alimentação, você pode tentar segurar o bebê. Ou ainda, ser responsável pela hora do banho, que pode ser agradável e relaxante para ambos.
  • É bom para você e seu filho passarem um tempo brincando juntos. À medida que seu bebê cresce, o tempo de brincadeira se torna cada vez menor.
  • Saia de casa com o bebê. O ar fresco e o movimento são calmantes, especialmente quando o bebê está nervoso.

Alimentando seu bebê

Em algum momento, você poderá alimentar seu filho também. Dependendo da sua situação familiar, pode levar algumas semanas após o seu nascimento, ou pós ele passar o período de quatro a seis meses de amamentação exclusiva.

Sua esposa pode decidir que ela não quer amamentar exclusivamente, então ela pode bombear o leite materno para dar ao bebê em uma mamadeira ou usar fórmulas infantis para algumas mamadas.

Depois de algumas semanas, sua parceira pode ter que voltar ao trabalho ou passar algum tempo longe do bebê ocasionalmente. Você pode dar a mamadeira nesse momento, desde que sua esposa esteja de acordo.

Se você e sua esposa decidirem que ela irá amamentar exclusivamente nos primeiros quatro a seis meses, você poderá apresentar seus primeiros alimentos sólidos quando ele estiver pronto.

Pode parecer que você está sendo deixado de fora das mamadas no começo, mas é apenas por um curto período de tempo e vai passar rápido. Antes que você perceba, seu filho estará comendo todo tipo de comida que você preparar.

Como a amamentação vai te beneficiar

Você já deve saber sobre as muitas maneiras pelas quais as crianças e até mesmo as mães se beneficiam da amamentação. Mas você sabia que há algumas maneiras pelas quais a amamentação também pode ser benéfica para você? Aqui estão as vantagens da amamentação para pais:

  • A amamentação economiza seu dinheiro. Se o seu parceiro escolher amamentar, você não precisará gastar com fórmulas infantis, mamadeiras, bicos e frascos de mamadeira.
  • Bebês amamentados não precisam de tantos suprimentos de alimentação quanto bebês alimentados com mamadeira. Além disso, você não precisa se preocupar em encontrar um lugar para aquecer uma mamadeira enquanto estiver longe de casa. O leite materno está sempre disponível e na temperatura perfeita.
  • As mamadas noturnas são muito fáceis. Você não terá que preparar garrafas no meio da noite, e não haverá nenhuma dessas idas noturnas até farmácias para comprar fórmulas. Talvez você nem precise se levantar.
  • Trocas de fralda não são tão ruins assim. Uma vez que os movimentos intestinais de um bebê amamentado com leite da mãe, geralmente, não são tão ofensivos quanto os de um bebê alimentado com fórmula, você pode nem se importar em trocá-las.
  • A amamentação exclusiva pode ser uma forma natural de controle de natalidade. Se o sua parceira amamenta 24 horas por dia, não suplementa com fórmula infantil e seu período ainda não retornou, as chances de outra gravidez durante os primeiros seis meses após o parto são muito baixas.
  • A amamentação é uma escolha saudável para sua família. Você pode se sentir bem sabendo que seu bebê está recebendo uma variedade de benefícios para sua saúde e desenvolvimento. A amamentação também beneficia a mãe do seu filho. Esses benefícios para a saúde duram mesmo após o término da amamentação. Então, você acabará tendo uma família mais saudável e custos de assistência médica bem baixos ao longo dos anos.

Quando a amamentação não está funcionando

Há uma diferença entre encorajamento e forçar alguém a fazer algo que não quer. Às vezes, a amamentação não parece certa ou simplesmente não dá certo. Quando sua parceira tiver dificuldades e estiver pensando em desistir, não há problema em incentivá-la a tentar de novo ou fazer uma pausa e tentar novamente mais tarde. Ela pode estar exausta e precisando de um descanso, ou pode estar com dor e precisa de ajuda.

No entanto, pode ser que ela não sinta o mesmo que pensava sobre a amamentação. Ela pode ter concordado com isso para agradar você ou a família, mas se sente desconfortável e não querer continuar. Ser solidário significa que você vai tentar entender e estará lá para o que ela quiser.

Uma palavra de conforto

A amamentação é boa para seu bebê e sua parceira e seu papel na amamentação é muito mais significativo do que você imagina. Lembre-se, cuidar do seu filho envolve muito mais do que apenas alimentá-lo. Ao se tomar parte ativa na amamentação e no cuidado diário do seu filho, você está demonstrando apoio à sua esposa e incentivando-a a ter sucesso na amamentação e a amamentar por mais tempo. Você também passará mais tempo se relacionando com seu bebê, construindo seu próprio relacionamento especial com ele e ganhando mais confiança em seu papel.

Manter-se envolvido, trabalhar em equipe e manter as linhas de comunicação abertas não apenas ajudará você e sua esposa a aproveitar a experiência de acolher uma nova criança, mas também o ajudará a se aproximar como casal e família.

Assista esse vídeo no Canal MdM, sobre como o stress afeta na produção do leite:

E veja também o que não se deve dizer a uma mulher no pós-parto:

E assista também como a alimentação da mãe pode influenciar na cólica do bebê:

Assista também, posso amamentar com prótese de silicone?