Leite sem lactose – quem pode consumir e quais são os benefícios?

Leite sem lactose – quem pode consumir e quais são os benefícios?


22 de maio de 2017

Ultimamente, temos cada vez mais opções no mercado de produtos sem lactose. Mas, afinal, para quem esses produtos são indicados e quais os benefícios que eles proporcionam?

Eu achei importante falar sobre isso aqui porque é muito comum confudirem intolerância à lactose com alergia à proteína do leite de vaca (APLV). E uma coisa não tem nada a ver com a outra! Sei muito bem disso porque o Leo teve APLV, que, como o nome já diz, é uma reação do sistema imunológico à PROTEÍNA do leite (caseína). Já à intolerância à lactose é a dificuldade do organismo de digerir a lactose, que é um AÇÚCAR do leite (justamente por alguma deficiência da enzima lactase, que é a responsável por quebrar a molécula da lactose).

Photo Credit: michelle@TNS Flickr via Compfight cc

 

Assim sendo, é importante salientar que, salvo raros (raríssimos!!) casos, não existe intolerância à lactose em bebês – justamente porque eles normalmente apresentam grande quantidade de lactase no intestino para ajudar na digestão do leite materno. O que os bebês têm é ALERGIA à PROTEÍNA do leite (e nada com o tal do açúcar).

Por outro lado, conforme a criança cresce e passa pelo desmame, pode ocorrer de a produção da lactose diminuir e o pequeno acabar se tornando intolerante. Aí, sim, leites e derivados com zero lactose são indicados para a dieta dele. Esse tipo de produto também costuma ser preferido pelos pediatras em caso de eposódios de diarréia. Nesses momentos, a mucosa do intestino fica “machucada”, o que faz com que a lactase, que vive nessa mucosa, tenha a sua concentração diminuída. E quando há menos enzimas para digerir o leite, os sintomas dessa digestão inadequada aparecem: dor de barriga, muitos gases e fezes mais explosivas (sintomas similares a quem tem intolerância à lactose)

E qual seria, afinal, a vantagem do consume de leite e derivados zero lactose?

Bom, no caso dos intolerantes, a vantagem é que eles podem consumir produtos lácteos, que normalmente agradam muito o paladar, sem prejuízos para a saúde. Outra vantagem é que, no caso de uma criança ou adulto apresentar diarréia, leite e derivados não precisam ser excluídos da dieta. Por fim, pessoas que não tem intolerância à lactose, mas sentem-se indispostas ao consumir leite e derivados, poderão fazer isso sem qualquer mal estar, já que produtos zero lactose são digeridos mais facilmente pelo organismo.

A marca Piracanjuba lançou uma série de produtos zero lactose (e alguns voltados justamente para o público infantile):

  • Leite Zero Lactose – semidesnatado, desnatado e integral, enriquecido com minerais e vitaminas e disponíveis em embalagens de 1L e 500 ml.
  • Bebida Láctea Achocolatada Zero Lactose (fonte das vitaminas A e D).
  • Pirakids Crescer Zero Lactose (rico em Cálcio e fonte de minerais e vitaminas essências na segunda e terceira infância).
  • E, ainda, os produtos Leite Condensado, Creme de Leite e Doce de Leite Zero Lactose.

Outras informações interessantes sobre os produtos da linha Zero Lactose:

Diferentemente do que pode se pensar, a lactose não é extraída do produto. Ou seja, ele continua mantendo suas características e propriedades nutricionais. O que ocorre é que, por adição de lactase, a molécula da lactose se quebra em duas, transformando-se em glicose e galactose.

Todos os produtos Piracanjuba são armazenados em embalagens TetraPak, que garante proteção do produto contra contaminações e maior conservação, inclusive for a de ambiente refrigerado. Você já consumiu essa linha na sua casa? O que achou?