O nome do seu bebê pode não ser tão único quanto você pensa | Macetes de Mãe

O nome do seu bebê pode não ser tão único quanto você pensa


9 de abril de 2019

O texto de hoje explica como a escolha do nome de um bebê pode ser influenciado. São tantas as formas que você nem imagina! Mas isso realmente acontece e as preferências vão surgindo e desaparecendo ao longo do tempo. São tendências.

Acompanhe essa livre tradução do site Scary Mommy e divirta-se. E claro, considere que é um texto americano, por isso os nomes também são influências de lá. Vale a pena, boa leitura!

O nome do seu bebê pode não ser tão único quanto você pensa

Por Rita Templeton

Alguns nomes de bebês – como William e Elizabeth – são clássicos, permanecendo discretos e firmes nos gráficos de popularidade de nomes por décadas. Mas outros fazem uma entrada gritante e disparam para o topo, mais rápido do que você possa dizer “Jennifer”.

Então, por que alguns nomes experimentam um “boom” súbito?

A resposta é a cultura que nos rodeia. As tendências do nome do bebê vêm e vão, moldadas pelo ambiente da mesma forma que a moda, os memes e a música. Eles são tão suscetíveis a modismos quanto qualquer outra coisa, e uma pessoa ou evento influente pode fazer ou quebrar a percepção pública de um nome.

Aqui estão algumas das maneiras que nossos estilos de vida (e os estilos de vida dos ricos e famosos) afetam os nomes que escolhemos para nossos bebês.

Influências Culturais

Áreas com grandes populações de uma cultura particular frequentemente veem um surto de nomes que são comuns ou populares nessas culturas. No Texas e no Novo México, por exemplo, onde há grandes populações de latinos, Mateo e Santiago – dois nomes comuns entre as culturas latino-americanas – estão entre os nomes dos meninos mais populares.

Filmes

Se você conhece um Jacob, Ariel ou Bella – e quem não conhece? – Você está vendo um exemplo real de como os nomes dos personagens de um filme podem ter um grande impacto nas tendências de nomenclatura. Um dos melhores exemplos é o Madison. Originalmente um sobrenome, não foi usado como um nome feminino até que o filme Splash saiu em 1984, e a personagem de Daryl Hannah escolheu seu nome na ‘Avenida Madison’. Entrou no topo dos EUA, em 1985, na posição nº 625. Atingiu seu pico em 2001-02, na 2ª posição, e ainda está no top 20. Mesmo os nomes de personagens menos que amáveis, às vezes, veem um salto. O nome Samara (a assustadora garota fantasma de O Chamado) teve um ganho considerável depois que o filme foi lançado em 2002, indo da posição 929 para o nº 456 em 2003.

Desastres Naturais

Ok, então isso é uma anti-tendência, mas muito interessante para não considerar. Se você quer ter certeza de que o nome do seu bebê não vai despencar em popularidade, você pode verificar o site da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (em inglês, NOAA) e conhecer a lista de nomes de tempestades tropicais. Porque quando uma tempestade dessas se transforma num desastre natural, o número de pessoas que escolhem esse nome em particular cai.

Um excelente exemplo: após o furacão Katrina causar grandes estragos em 2005, esse nome passou do 246 para o sombrio 942 no último ranking. No entanto, há um efeito colateral estranho de ser observado. Graças ao que os psicólogos chamam de “efeito de mera exposição”, o que significa que preferimos algo que vemos e ouvimos muito. Por isso, nomes de bebês que começam com a mesma letra do desastre natural tendem a atingir maior popularidade.

Videogames

Em 1992, os jogadores foram apresentados a um personagem chamado Raiden através de um jogo chamado Mortal Kombat. Em 2007 (mais ou menos quando os jogadores dessa versão de Mortal Kombat se tornaram pais) entraram nas paradas na posição 944 – e continuou sua ascensão à sua posição atual, 400. Kingdom Hearts, um jogo lançado em 2002, inventou o nome Kairi, que entrou nas paradas em 2010 no número 961 e continuou subindo para o número 778. E nós estamos apostando que o The Floss não é a única tendência inspirada em Fortnite que vai emplacar. Ainda é muito cedo para dizer com certeza, mas nas aulas do Jardim de Infância da próxima década provavelmente haverá um aumento nas crianças chamadas Rogue, Leviathan e Ramirez.

Programas de Televisão

É a razão pela qual os anos 90 estavam cheios de Dylans e as pré-escolas de hoje estão cheias de Aryas – as pessoas amam seus personagens de TV. E o gênero do show não importa. Jax, por exemplo, estava no nº 698 quando “Sons of Anarchy” (e seu personagem Jax Teller) estreou em 2008. No ano seguinte, ele pulou para o número 425, e agora está chegando ao número 222. E o nome Novalee não era nada até que as personalidades “mamães jonvens” Catelynn e Tyler Baltierra deram à sua filha em 2015. Agora está nas paradas e subindo.

Celebridades

Isso não deve ser uma surpresa, considerando que ouvimos seus nomes em todos os lugares. Mas as celebridades são algumas das maiores influenciadoras de nomes. Se eles são cantores (“Zayn” não estava nem no top 1.000 até 2013 – e agora é classificado em 341) ou atores (não é coincidência que o nome Scarlett estivesse no 761 no mesmo ano que Scarlett Johansson teve seu primeiro grande papel do filme, e agora está em 18), as pessoas que adoramos adorar também são as pessoas que amamos para nomear os nossos filhos.

Filhos de Celebridades

Na mesma linha, também colocamos muito foco em como nossas celebridades favoritas estão nomeando seus filhos. Quando Flynn, o filho de Orlando Bloom e Miranda Kerr, nasceu, em 2011, o nome saltou para quase 250 posições nos rankings de popularidade e continuou a crescer. Os Kardashians, sempre criadores de tendências, também participam das tendências de nomes. Quando Kourtney Kardashian deu à luz a filha Penelope Disick, em 2012, o nome estava em 125. Mas logo saltou para o 56 e agora está em 24. Quando Will Smith e Jada Pinkett Smith apresentaram seu filho Jaden ao mundo, em 1998, o nome estava em 328. Mas em cinco anos ele disparou para 82.

Atletas

Os fãs não apenas agitam as camisas para mostrar sua lealdade aos seus astros esportivos favoritos. Eles nomeiam seus bebês em homenagem também. Pegue o nome Eli, que estava em 191 nas paradas quando Eli Manning fez sua estreia como novato no New York Giants. Em menos de uma década, chegou ao 43º lugar. Quando Laila Ali começou sua carreira no boxe, haviam 167 meninas com esse nome nos EUA. Mas quando ela ganhou seu quarto e último título, esse número era de 2.410. E depois das Olimpíadas, há sempre um aumento nos nomes dos atletas olímpicos mais notáveis.

Leia também: A escolha do nome do bebê

Mesmo que pensemos que estamos nomeando nossos bebês como algo único, isso provavelmente é influenciado por nossa cultura mais do que imaginamos. E é difícil medir com precisão o quanto de influência essas tendências têm. Como quando Jaden se transforma em Jayden, que se transforma em Jaiden e Jaydon e Jaidyn e Jaedyn… Nomes que até cruzam para o lado feminino, sendo tratados como se fossem entidades à parte, nos gráficos de popularidade.

Isso mostra que a inspiração do nome do bebê pode ser encontrada em muitos lugares. E às vezes, está tão perto quanto nosso sofá.