Os benefícios do gosto pelos Gibis, HQ’s e desenhos | Macetes de Mãe

benefícios do gosto pelos Gibis

Os benefícios do gosto pelos Gibis, HQ’s e desenhos


8 de junho de 2019

Se seu filho gosta de gibis, HQ’s (histórias em quadrinhos) e desenhos, levante a mão para os céus e agradeça. São inúmeros os benefícios do gosto pelos gibis. Saiba que esses recursos são bons instrumentos para alfabetização. Os gibis, por exemplo, causam grande curiosidade por conta dos textos nos balões e isso pode contribuir para o gosto pela leitura e, consequentemente, podem ajudar a criança na hora em que está aprendendo a ler.

Quem explica melhor os benefícios que essa cultura pop traz aos nossos filhos, é a nossa querida colunista Raquel Luzardo, fonoaudióloga, especialista em linguagem, diretora da clínica FONOterapia.

Seu filho gosta de Gibis? Confira os benefícios do gosto pelos gibis

Aqui na Clínica, a leitura é praticamente um item obrigatório, mas nada maçante ou tedioso, pelo contrário! Nós buscamos sempre inserir o hábito da leitura de maneira divertida, leve e prazerosa para a crianças.

Todo mundo sabe que o hábito de ler é fundamental no desenvolvimento infantil, o que muita gente ainda não sabe é que as histórias em quadrinhos podem ser grandes aliadas no desenvolvimento deste hábito nas crianças. Aliás, os desenhos animados também podem ser grandes companheiros na infância, mas estes requerem certa atenção, como falaremos mais para frente em outro post.

Separamos alguns dos benefícios que a cultura pop traz ao seu filho:

Aumento do vocabulário

A leitura dos quadrinhos desperta na criança o prazer pela leitura. Mas mais que isso, aumenta também o repertório de palavras dos pequenos. Isso acontece porque são incentivados por elementos lúdicos como cores, personagens, sons onomatopeicos e a identificação com personagens.

Exercita a criatividade

Enquanto folheiam as páginas, mesmo as crianças ainda não alfabetizadas são submetidas ao exercício de criar já que passam a inventar suas próprias narrativas, personagens e ações. Quando contam essas histórias para um adulto, por exemplo, as crianças se sentem incentivadas e não colocam limites nas suas ideias.

Compreensão do cotidiano

A televisão é reconhecida como uma atividade de lazer para as crianças, paralela às brincadeiras infantis. Grande parte dos desenhos animados tem como objetivo representar situações cotidianas que a criança habitualmente vivencia. Ao ver, nos desenhos, como os personagens se comportam, se torna mais fácil para a criança ter seus primeiros entendimentos sobre senso crítico. Ou seja, noção de certo e errado e do bem e mal. Mas diferentemente da brincadeira, em frente à TV a criança fica passiva, tendo o prejuízo da falta de interação. Outro ponto a se prestar atenção é a faixa etária da criança. Às vezes o desenho animado pode conter um nível de violência ou linguagem inapropriada a idade da criança.

CONHEÇA MEU LIVRO: “GRÁVIDA E PRÁTICA – UM GUIA SEM RODEIOS PARA A MÃE DE PRIMEIRA VIAGEM”:

PARA COMPRAR O LIVRO, CLIQUE:

Amazon: https://amzn.to/2S6NI8P
Livraria da Travessa: http://bit.ly/2PMLj10
Venda online com entrega em todo o Brasil