Quando pode ser o primeiro passeio do recém nascido | Macetes de Mãe

Quando pode ser o primeiro passeio do recém nascido


25 de agosto de 2017

Depois de longos nove meses de gestação, a chegada do Leo, assim como a do Caê, foi um momento muito feliz. E em meio a essa euforia existiu a vontade de apresentá-los para os familiares e amigos (o quanto antes!). Só que foi justamente com esse pensamento que surgiu a dúvida: qual será, afinal, o melhor momento para sair de casa com um recém-nascido? Quando é seguro fazer isso?

Aos poucos, descobri que não existe uma data certa para o primeiro passeio, porém, por experiência própria, devemos pensar em algumas situações que vão evitar a chance de algum problema de saúde.

Photo Credit: donnierayjones Flickr via Compfight cc

Geralmente, as seis ou oito primeiras semanas de vida (cerca de um mês e meio a dois) são consideradas um período de adaptação tanto para nós quanto para a criança. Para ela, depois de viver por meses em um lugar protegido e tranquilo, que é o útero, é preciso se acostumar aos pais e cuidadores, a luz do ambiente e ao barulho do mundo. Além disso, nessas semanas, o sistema imunológico do seu bebê vai se fortalecendo aos poucos e após alguns dias, tendo mais contato com vacinas que irão protegê-lo de várias doenças.

Então, nesta fase, evite ao máximo lugares com muita gente ou ambientes de frio ou calor extremo.

Passada a época de adaptação, depois de uns dois meses, acredito que seja a hora de pensar no primeiro passeio, sim e aí, a dica é optar por lugares ao ar livre ou na casa de parentes, desde que não haja muitas pessoas no local.

Ao sair de casa, evite ainda horários de sol quente, pois os recém-nascidos não podem usar protetor solar e além de queimar a pele, é grande a chance de desidratação (um problema seríssimo para os bebês). A dica, caso o ambiente esteja muito quente, é oferecer o peito com mais frequência para hidratar a criança.

Pense ainda no tipo de roupa que o seu filho irá usar, muito cuidado para evitar exageros, tanto no sentido de colocar roupa de mais, quanto roupa de menos.

Já as idas aos shoppings, supermercados e festas devem demorar um pouco mais para acontecer e ser só depois dos 4 a 6 meses de vida. O problema neste caso não está em sair de casa, mas também no aglomerado de pessoas e na maior circulação de vírus e bactérias. Bebês de até 4 meses facilmente pegam doenças respiratórias, como resfriados, gripes e bronquiolite ou até infecções mais sérias que vão de pneumonia à meningite.

Mas e se não tiver jeito e você precisar ir ao supermercado com a criança? Neste caso vá, só que não deixe que outras pessoas a peguem sem lavar as mãos. Uma dica que ajuda muito é levar o seu filho em carrinho, sling ou canguru. Esses acessórios são vistos como “escudos” para evitar que muita gente fique em cima da criança.

Agora, quando o seu filho já tiver se vacinado contra DPT (difteria, tétano e tosse convulsa), pólio, e Hib (haemophilus influenza e tipo B), que é por volta dos 2 meses, e tiver sido amamentado por cerca de seis meses com o aleitamento materno exclusivo, tenha certeza que ele terá uma proteção melhor e você poderá ficar mais tranquila quanto aos passeios.

Assista também, no Canal MdM, dicas do que levar na bolsa de passeio do bebê: