Categorias: Cuidados/Saúde

Saúde infantil: um alerta sobre doenças reumatológicas

Compartilhe:
pin it

O post de hoje é um alerta sobre doenças reumatológicas em crianças. A gente escuta esse nome e acha que é problema de saúde de pessoas mais velhas, não é mesmo? Pois eu fiquei de boca aberta ao receber esse texto e descobrir que 1 a cada 500 crianças apresentam sintomas de doenças reumáticas.

O texto é da Dra. Gabriela Balbi, especialista na Clínica de Reumatologia Prof. Dr. Castor Jordão Cobra com residência em Pediatria pela Universidade Federal do Paraná e residência em Reumatologia Pediátrica pela Escola Paulista de Medicina (Unifesp). Confira e compartilhe essa informação!

Saúde infantil: um alerta sobre doenças reumatológicas

*Dra. Gabriela Balbi

Existe a crença de que reumatismo é “doença de velho”, mas devemos lembrar que o termo reumatismo se refere a mais de 100 doenças diferentes e que essas enfermidades não acometem apenas idosos e adultos. Existe uma grande necessidade de combater a falta de informação a respeito dessas doenças, especialmente sobre quando levar uma criança a um reumatologista.

A necessidade de alerta se deve ao fato de que 1 a cada 500 crianças ou jovens podem apresentar sintomas de doenças reumáticas. Esse número é bastante significativo, principalmente quando pensamos que ainda existe dificuldade na identificação desses pacientes e, consequentemente, atraso no diagnóstico. Ainda é importante ressaltar a importância de o profissional ser especializado! Aprendi em minhas residências, em Pediatria pela Universidade Federal do Paraná e residência em Reumatologia Pediátrica pela Escola Paulista de Medicina (Unifesp), que crianças demandam atenção especial. E continuo aprendendo diariamente em meus atendimentos na Clínica de Reumatologia Prof. Dr. Castor Jordão Cobra com meus pacientes.

Portanto, para que os pais ou os responsáveis sejam capazes de identificar quando procurar ou quando conversar com seu pediatra sobre a necessidade de encaminhamento a um reumatologista infantil.

Seguem algumas importantes informações:

  • Os principais motivos para que os pais procurem um reumatologista infantil são dores musculoesqueléticas idiopáticas (“dores do crescimento”), síndrome de amplificação dolorosa, síndrome de hipermobilidade articular, condromalácia, entre outras doenças não ligadas a defeitos da imunidade. Dentre as doenças que requerem acompanhamento regular com o reumatologista, a maioria é do tipo autoimune, que são doenças inflamatórias e crônicas. A doença reumatológica autoimune mais comum da infância é a artrite idiopática juvenil (AIJ). Outras doenças tratadas pelo reumatologista infantil incluem: lupus eritematoso sistêmico, dermatomiosite juvenil, esclerodermia (sistêmica ou localizada), febre reumática, púrpura de Henoch-Schönlein ou vasculite por IgA, arterite de Takayasu e outras vasculites, doenças autoinflamatórias, entre outras.
  • Alguns sinais de alerta para as doenças reumáticas autoimunes mais comuns na infância são: dificuldade para andar, quedas frequentes, dores articulares principalmente se associadas a calor no local, dificuldade de movimentação e/ou edema (inchaço), pele avermelhada (principalmente em locais de exposição solar), fraqueza muscular, febre prolongada não explicada, perda acentuada de peso sem motivo, aftas recorrentes, queda de cabelo e cabelos finos não explicados por outras doenças, entre outros.

    Leia também: doenças de verão mais comuns

  • O diagnóstico precoce é muito importante para o controle da inflamação e para evitar deformidades e incapacidade. Em alguns casos, o atraso no diagnóstico devido à demora a se chegar ao especialista pode levar a danos irreversíveis.
  • Um fator importante no sucesso do tratamento do paciente com AIJ ou com outras doenças reumatológicas crônicas, é que essa criança tenha possibilidade de acesso a uma equipe multidisciplinar composta por médicos de outras especialidades, fisioterapeutas, nutricionistas, dentistas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, entre outros profissionais.

Esse texto tem o intuito de alertar sobre a existência de doenças reumatológicas na infância, e para mostrar a importância do diagnóstico precoce e da consulta com o especialista em reumatologia pediátrica.

* Gabriela Balbi é especialista na Clínica de Reumatologia Prof. Dr. Castor Jordão Cobra com residência em Pediatria pela Universidade Federal do Paraná e residência em Reumatologia Pediátrica pela Escola Paulista de Medicina (Unifesp). Atualmente é mestranda da Universidade Federal de São Paulo, em uma pesquisa realizada em parceria com a Universidade de São Paulo na área de reumatologia pediátrica.

CONHEÇA MEU LIVRO: “GRÁVIDA E PRÁTICA – UM GUIA SEM RODEIOS PARA A MÃE DE PRIMEIRA VIAGEM”:

PARA COMPRAR O LIVRO, CLIQUE:

Amazon: https://amzn.to/2S6NI8P
Livraria da Travessa: http://bit.ly/2PMLj10
Venda online com entrega em todo o Brasil

Veja mais!