Você sabe o que é HIPOSPÁDIA?
O que é hipospádia

Você sabe o que é HIPOSPÁDIA?


7 de Maio de 2018

No texto de hoje, trago o relato de uma leitora aqui do blog. A Cassiene é mãe de duas lindas crianças, a Ana de 8 anos e o João de 5.

Quando deu à luz ao menino, Cassiene foi informada, ainda na maternidade que seu filho havia nascido com hipospádia e precisaria fazer acompanhamento com um especialista. Assim como eu, a Cassiene não fazia ideia do que era hipospádia. Quando ela me escreveu contando sua história, pensei que precisava compartilhar com vocês para ajudar outras mães que estejam sofrendo ou com dúvidas em relação a esse problema.

Estão curiosas? Então vejam o relato da leitora abaixo:

Por Cassiene Leal

Enfim, chegou o grande dia, meu segundo baby nasceu, agora tínhamos um casal, segurei aquele bebezão mais lindo de quase 4kg, e como de praxe foi levado pela pediatra para a pesagem e os demais procedimentos. Mas assim que ele voltou com a médica e meu esposo me veio a notícia

– Mamãe, ele nasceu com hipospádia, é uma má formação na uretra, procure um especialista pois precisa ser corrigida pra que ele urine em pé como os outros garotos (o jato do xixi sai para baixo), e não tenha problemas posteriores quanto a fertilidade e vida sexual.

Heim? Hipoo que? O que é isso, por qual motivo ele nasceu assim?

Pois é, a partir de então uma bomba de dúvidas caiu no nosso colo, nosso filhão nasceu e era portador de hipospádia, uma coisa a qual nós particularmente nunca tínhamos ouvido falar, mas nunca é tarde pra aprender. Fomos instruídos a procurar um especialista para exames e foi o que fizemos, foram feitas ultrassonografias, exames de urina, entre outros.

Ao longo do tempo eu descobri que 1 em cada 300 garotos nascem com essa anomalia, é uma das mais frequentes quando se trata de má formação relacionada ao pênis, e esse número tem aumentado nos últimos anos, ou seja, é mais comum do que se imagina.

Minha história é beeem longa, foram muitas consultas, exames, dúvidas e pesquisas, mas resumindo, hoje meu filho está com 5 anos, ainda em recuperação, já passou por alguns procedimentos, tivemos intercorrências envolvendo rejeição de pontos, fístula, estenose entre outros, mas  descobrimos que não é um bicho de 7 cabeças, porém exige cuidado, paciência e dedicação e principalmente um profissional qualificado e experiente nessa área pois é uma cirurgia delicada, envolve muita técnica, prática e conhecimento.

Eu infelizmente só soube mais sobre o assunto depois da primeira cirurgia, no início eu estava muito limitada, conforme foi surgindo as dúvidas e dificuldade eu fui pesquisando, dialogando com o cirurgião e tentando entender o passo a passo de cada etapa.

Creio que tenham muitas mães que nunca ouviram falar no assunto, outras que precisam saber sobre isso e várias cheias de experiências pra contar.

Então vamos lá!

O que é HIPOSPÁDIA?

A hipospádia é uma malformação genética nos meninos que se caracteriza pela abertura anormal da uretra em um local por baixo do pênis ao invés de na ponta. A uretra é o canal por onde sai a urina, e por isso essa doença provoca a saída de urina pelo local errado. Existem vários graus.

Não existem motivos concretos explicando a razão do menino nascer com essa anomalia, pode se tratar de antecedentes familiares, pode ser também uma deficiência hormonal ou estar relacionada a poluição, entre muitos outros fatores.

Mas e aí, meu filho tem hipospádia, o que fazer?

Em primeiro lugar marque uma consulta com um urologista pediátrico, cirurgião especialista em hipospádia, ele vai pedir os exames e tirar suas dúvidas. Na hora de escolher o cirurgião dê preferência ao que já tenha feito esse procedimento centenas de vezes, sim, centenas de vezes, se tiver dúvida peça fotos de cirurgias que ele tenha feito, pergunte tudo que for necessário antes de agendar a do seu filho.

A cirurgia é a única forma de tratar este problema e deve ser feita entre os 6 meses e os 2 anos de idade da criança (para reduzir o risco de trauma emocional), mas pode ser feita em qualquer idade, na dúvida consulte um urologista. Sendo assim, deve-se evitar fazer circuncisão antes da cirurgia, uma vez que pode ser necessário utilizar a pele do prepúcio para fazer a reconstrução do pênis do bebê.

Durante a cirurgia, a abertura errada da uretra é fechada e uma nova saída é feita na ponta do pênis, melhorando a estética do genital e permitindo uma função sexual normal no futuro.

Se fica bom?

Fica lindooooooooo

Aparentemente fica como se estivesse sido circuncidado, então ele não vai precisar se envergonhar com o passar do tempo até porque existem milhares de circuncisos no mundo, e vai poder urinar em pé, já que a hipospádia dificulta essa façanha.

A quantidade de cirurgias necessárias vai depender do grau de severidade da má formação.

Cada caso é um caso, tem hipospádia que pode ser corrigida com uma única cirurgia, já outras precisam ser feitas em etapas. O cirurgião irá avaliar e decidir quantos procedimentos serão necessários.

Já a recuperação vai depender de múltiplos fatores, o grau de severidade da malformação, a experiência do urologista pediátrico, a técnica usada, os instrumentos E OS CUIDADOS NO PÓS OPERATÓRIO, o que é MUITO IMPORTANTE, na maioria dos casos os babies vão pra casa no mesmo dia e com uso de sonda, o curativo é tirado em poucos dias, enquanto estiver com ele não poda molhar o local em hipótese alguma, já a retirada da sonda depende de cada caso, meu filho tirou com uma semana.

Há muitos cuidados a serem tomados no período de recuperação, por isso é muito importante manter contato direto com o cirurgião, cada dia é uma novidade e várias dúvidas, e só ele pra te instruir ao tratamento de forma correta.

Tenha fé, paciência, perseverança e muito amor, seu filho merece.

Aproveite para ver o vídeo em que eu oriento como limpar o pipi dos meninos

Veja também 20 verdades sobre ser mãe de menino