Bebê nasce de braços abertos, após incrível trabalho de parto de 4 dias | Macetes de Mãe

Bebê nasce de braços abertos, após incrível trabalho de parto de 4 dias


5 de fevereiro de 2019

Essa é mais uma história emocionante que envolve uma mãe numa gestação relativamente complicada e um trabalho de parto bem extenso. Leia e compartilhe, você vai se emocionar!

Em mais uma livre tradução do site Babble, veja como alguns desafios podem se transformar em força e motivação para ir além.

Bebê nasce de braços abertos, após incrível trabalho de parto de 4 dias

Por Meredith Ethington

Como se costuma dizer, toda criança é diferente. E para mim, isso é tão verdadeiro desde a gravidez até o trabalho de parto para cada um dos meus filhos. É por isso que quando eu ouvi a história de Angel Taylor e seus quatro dias de trabalho de parto – sim, você ouviu isso direito, QUATRO DIAS!!! – eu tive que falar com essa mamãe sobre sua experiência.

Angel Taylor mora em Washington com o marido e três filhos, ela não é estranha a gravidezes difíceis e partos. A mais velha, agora com seis anos de idade, veio durante uma cesariana muito traumática. E sua filha, agora com 3 anos de idade, nasceu de parto normal depois da cesárea, em um trabalho de parto muito longo. Mas ela não tinha ideia do que estava reservado para ela com o bebê número três.

Angel foi diagnosticada durante a sua terceira gravidez com Estreptococo de Grupo B (GBS), e ela também teve diabetes gestacional.

“Eu continuei chamando-o de meu bebê curinga, porque havia muito sobre a gravidez e o nascimento que eram totalmente diferentes do que eu tinha experimentado antes”, diz Angel à Babble. “Muitas coisas foram experiências completamente novas para mim, especialmente o diagnóstico da diabetes gestacional”.

Mas ela também disse que esse era seu terceiro bebê. E ela sabia que seria a última vez. Então ela tentou aproveitar um pouco mais a gravidez.

“Eu não me sentia infeliz, com pressa para acabar ou algo assim”, diz Angel. “Se você parar e realmente pensar sobre isso, é tão incrível, é um milagre criar uma nova pessoa e cultivá-la a partir do zero, para senti-la se movendo dentro de você. É um presente tão precioso.”

Leia também: Como identificar o trabalho de parto em seis passos

E qualquer mãe que tenha passado pela gravidez e pelo parto sabe quão verdadeira é essa afirmação. Enquanto Angel sabia que a indução seria necessária devido ao diabetes gestacional, ela também disse que a pressão arterial se tornou um problema. Ela fez um checkup pensando que seria induzida na semana seguinte e teve uma surpresa do médico. Checaram a pressão dela e estava perigosamente alta.

“Ele disse que eu realmente precisava ir para a sala de parto naquele mesmo dia”, diz Angel. “Ele realmente queria que eu fosse direto para lá, mas estávamos completamente despreparados, pois achávamos que teria mais uma semana de espera. Então eu precisava correr pra casa, para terminar de arrumar as malas do hospital, instalar o assento do carro, pegar meu filho mais velho da escola, arrumar dos meus filhos e fazer as malas para eles. ”

Como as mães sabem, nem sempre é fácil largar tudo e dar à luz. Especialmente quando você tem filhos mais velhos.

O que torna a história de Angel única, no entanto, é o fato de que ela esteve em trabalho de parto por quatro dias. O que soa como um pesadelo total para a maioria das mulheres que fizeram isso. Mas ela compartilha que tinha um excelente cuidado e sabia que seus médicos estavam fazendo o que era melhor.

“Ele intencionalmente queria que fosse um processo lento, já que não estávamos em perigo iminente. Ser agressivo com a indução corre o risco de estressar um ou ambos. Ou causar complicações perigosas, como a ruptura uterina. E ele decidiu começar às 37 semanas para que pudéssemos ter tempo para uma longa indução. Em vez de esperar mais tempo quando minha condição piorasse e teria sido mais uma emergência tirá-lo de lá ”.

FOTOGRAFIA DE LAURA SHOCKLEY

Angel disse à Babble que a parte mais difícil de estar em trabalho de parto por tanto tempo era o fato de que ela tinha que ter muito foco para permanecer calma e relaxada por todo esse tempo. Especialmente quando estava preocupada com o fato de estar despreparada para o parto naquele dia.

Quando perguntei a Angel por que ela acha que essa história está repercutindo em tantas pessoas, ela acredita que é definitivamente por causa das imagens marcantes que sua fotógrafa, Laura Shockley, conseguiu captar naqueles momentos incríveis e em circunstâncias únicas.

“A cesariana é tão raramente fotografada (minha obstetra teve que solicitar à enfermeira responsável para que ela fosse autorizada, já que a política do hospital permite apenas uma pessoa de apoio na sala). E as fotos que ela capturou ficaram tão incríveis. ”

E elas realmente são. Seu bebê, Sullivan, nasceu no dia 8 de março às 23h24 e a foto dele com os braços estendidos me faz pensar que esse bebezinho estava tão pronto para sair e conhecer sua mãe como ela estava para encontrá-lo…

E a melhor parte é – depois de todo esse trabalho e espera, ela disse à revista PEOPLE que ele é o “bebê mais tranquilo”. Na verdade, ela explicou ainda à Babble que ele raramente chora.

“É mais como um gemido do que choro total”, diz ela. “Ele definitivamente tornou o processo fácil para mim, já que ele é tão calmo. E meus outros filhos apenas o adoram e querem ajudar o máximo que puderem. Então eu definitivamente me sinto menos apreensiva sobre o meu marido voltar ao trabalho em breve ”.

FOTOGRAFIA DE LAURA SHOCKLEY

Eu não sei sobre você, mas não posso deixar de olhar para essas fotos e lembrar como é uma sensação milagrosa da mãe ter o privilégio de trazer bebês doces para este mundo, e Angel concorda.

“O nascimento é uma coisa única e imprevisível. É um dos nossos momentos mais vulneráveis e é tão profundo e transformador. Então, é o tipo de coisa que une as pessoas para pensar nos outros, pensar em si mesmo e apoiar umas às outras e às nossas diferentes histórias. ”

Enfim, nós amamos a história de Angel. Parece que tudo o que espera pelo bebê Sullivan valeu a pena. E para completar, ela tem as fotos lindas para provar isso também.