Colar de âmbar – para que serve e como saber se funciona?
Colar de âmbar

Colar de âmbar – para que serve e como saber se funciona?


8 de dezembro de 2017

Se você é uma mãe mais atenta já deve ter visto por aí alguns bebês mais famosinhos (e outros nem tanto) usando um colar de cor caramelo no pescoço. E isso, principalmente, quando os pequenos estão na idade entre 6 meses até 1 aninho e pouco. Pois não é coincidência cada vez mais as crianças passarem a usar esse tipo de acessório. E nem é coincidência o uso se dar justamente nessa fase, dos 6 meses até um ano e meio, mais ou menos. E agora vocês vão entender por que.

O colar do qual falo aqui se chama colar de âmbar e seu uso se popularizou, principalmente na Europa e há algum tempo também aqui no Brasil, porque ele é visto como um ótimo aliado na fase do nascimento dos dentes (lembra que eu falei que ele era usado mais entre 6 meses e 1 aninho e pouco. Justamente por isso!).

Mas por que isso acontece? Por que pendurar o colar de âmbar no pescoço das crianças ajuda na fase do nascimento dos dentes? Na verdade, não há nenhuma explicação científica que comprove e explique isso, mas as experiências de muitas e muitas mães só confirmam essa crença.

Eu mesma não cheguei a usar no Leo e no Caê, mas a Luiza Diener, por exemplo, do blog Potencial Gestante, usou na sua segunda e terceira filha e conta maravilhas da experiência (Confira o post aqui). Segundo ela, tanto com a Sansa quanto com a Lupe o efeito do colar de âmbar foi impressionante e eu, para ser sincera, não duvido nadinha.

Tenho amigas que utilizaram com seus filhos na fase do nascimento dos dentes e continuam usando até hoje, mesmo com as crianças maiorzinhas, porque ele tem se mostrado eficiente inclusive no combate a alergias e outras doenças de fundo infeccioso.

Mas tem algum tipo de explicação para isso?

A explicação é a de que o âmbar, que trata-se na verdade de uma resina fóssil, possui propriedades terapêuticas. De acordo com o que se acredita na Europa, essa resina, ao ser esquentada pela temperatura do corpo do bebê, libera doses baixas de uma substância chamada ácido succínico, que tem propriedades anti-inflamatórias e analgésicas.

E além de combater os sintomas desconfortáveis causados pelo nascimento dos dentinhos o colar de âmbar ajuda em alguma outra coisa?

A resposta é sim! Ele também serve para reduzir inflamações que não apenas as da região da gengiva, funciona como analgésico natural (principalmente cabeça e rigidez muscular), estimula o sistema imunológico, acalma o bebê e auxilia no tratamento de resfriados e febres.

E como o colar de âmbar deve ser usado para realmente fazer efeito?

O ideal é que o colar seja usado o tempo todo, ou pelo menos pelo maior tempo possível. Ele pode ser usado a partir de 3 ou 4 meses de idade, que é quando os tamanhos menores passam a servir no bebê. Outra coisa que deve-se observar é a procedência do âmbar. Segundo o que se conhece sobre o assunto, o âmbar que possui as propriedades mais concentradas e eficazes é o que é proveniente da região do mar báltico (próximo a Polônia, Letônia, Lituânia e Estônia).

E como, afinal, ter certeza sobre a procedência e eficácia do âmbar?

Pode-se ter a comprovação da autenticidade do âmbar através de testes realizados em laboratório, como este aqui: http://conteudo.bbmaislindo.com.br/certificado-exclusivo.

Para isso, fica a dica de visitarem e conhecerem o site BB + Lindo, que comercializa colares e outras peças de âmbar, produzidas com resina da região do mar báltico e que contam, inclusive, com atestados de autenticidade.

Na loja BB + Lindo é possível encontrar desde colares (diferentes tamanhos, inclusive para adultos) até pulseiras e brincos. E de diversas cores e formatos: pedrinhas/contas mais redondas, mais cumpridas, mais amareladas, mais “amarronzadas”, etc… (acredita-se que existam mais de 250 tonalidades de âmbar!!!). E aqui uma informação importante: não se preocupe que a diferença na cor e no formato é só uma questão estética. Se a procedência for segura, essas diferenças não alterarão a eficácia do âmbar.

O que pode mudar um pouco é a eficácia de acordo com uma característica do acabamento da peça, que é o polimento. Acredita-se que peças não polidas tenham uma eficácia de 3 a 4% maior que peças polidas (mas o que também não é tão significativo assim na minha opinião).

Por fim, se você se interessou por esse acessório, vale muito a pena observar algumas outras informações de segurança, além da questão do atestado de autenticidade:

  • Se a peça – colar ou pulseira – tem um nó entre cada conta, para garantir que, caso o cordão se rompa, apenas uma conta caia.
  • Se a peça é montada com fio de algodão, que é mais resistente, também para garantir a segurança no uso em bebês.
  • Se o fecho da peça é seguro. Os fechos dos colares e pulseiras da BB + Lindo são totalmente seguros, feitos de plástico e coberto em âmbar, e vem nos seguintes formatos: de pressão (possui encaixe de que abre sozinho se for puxado ou se enroscar em alguma coisa) e de rosca (tipo de encaixe que evita que o bebê consiga tirar o colar sozinho).

Para comprar um colar de âmbar autêntico, acesse a loja da BB + Lindo ou entre em contato por email ou Whatsapp: SAC@BBMAISLINDO.COM.BR / (11) 98487-6665. E para ficar por dentro de novidades e informações úteis, siga a marca nas suas redes sociais – Instagram (@bbmaislindo) e Facebook (@bbmaislindo) – e também acompanhe o seu blog (que tem muito conteúdo bacana, super bem explicado).

Ah, e a BB Mais Lindo é criação de uma mãe empreendedora, como nós, e também comercializa outros produtos superbacanas para os pequenos: brinquedos lúdicos e criativos, cangurus e slings, acessórios de alimentação, entre outras coisas. Confira!

Veja o que mais já escrevi sobre o colar de âmbar aqui.