Dente de leite mole: tudo que você precisa saber sobre essa fase
Dente de leite mole

Dente de leite mole: tudo que você precisa saber sobre essa fase


4 de junho de 2017

Quando o seu filho aparecer com o primeiro dente de leite mole, pode ter certeza, ele será o centro das atenções em casa. Afinal, ninguém resiste à ansiedade de ver a primeira “janelinha” dos pequenos (em breve estarei passando por essa fase. Amiguinhos do Leo já estão trocando os dentinhos e ele mesmo já está ansioso por isso, esperando a vez dele).

A queda dos dentes de leite acontece por volta dos 5 ou 7 anos. Nas meninas essa idade pode ser um pouco mais cedo, quando comparada aos meninos, mas o processo de perda vai acontecer também mais ou menos nesse período.

Imagem: Google Images

Só por curiosidade: o dente cai quando ele para de reabsorver o cálcio para a chegada dos dentes permanentes. No total, a criança tem 20 dentes de leite, dez em cima e mais dez na parte inferior e, segundo os dentistas, o primeiro dente a cair geralmente é o da parte de baixo.

Sobre a queda do dente, fique tranquila. O seu filho vai perceber que o dente de leite está mole e logo vai correr para avisar. A criança nota a diferença na hora de comer, falar ou de escovar os dentes e é somente neste último detalhe que devemos prestar atenção. Com medo de que o dente caia, o seu filho pode não fazer a escovação da forma correta (o que não é nada bom). A higienização certa, que deve acontecer apenas com mais cuidado, é o que garante que a boca fique longe de inflamações e de sangramentos gengivais, além de ser uma proteção contra as cáries.

Mas, garantindo que os dentes estejam limpinhos, o próximo passo realmente é esperar que eles caiam. Com o tempo, a raiz vai se desprendendo até que o dente se solte por inteiro. Infelizmente, não existe uma data certa para isto, mas é interessante que aconteça de forma natural, em casa mesmo.

Sobre as “ajudinhas” para que o dente caia os dentistas liberam só algumas. A dica é deixar a própria criança puxar o dente ou no máximo os pais fazerem, a pedido dos filhos (só atenção quanto à higienização da mão, ok?). Agora, aquela história de filme de arrancar o dente amarrando uma linha na porta, esqueça. Deixe essa “aventura” somente para as telinhas.

Ainda, sobre puxar o dente de leite mole, a criança não irá sentir nada e dificilmente a gengiva deve sangrar, porém, se acontecer, coloque no local uma gaze ou envolva um gelo na gaze ou ainda dê um pouco de sorvete para estancar o sangue.

Uma “neura” comum das mães nessa fase de espera é o medo de que a criança engula o dente dormindo. Saiba que, dificilmente, isso irá acontecer por que mesmo dormindo a criança tende a expelir o dente. Porém, se por acaso ela acabar engolindo, os dentistas garantem que o dente vai sair de forma natural ao ir ao banheiro.

Outra dúvida deste período é: quando procurar o dentista? Descobri que devemos procurar uma avaliação odontológica quando o dente permanente apontar na posição errada, quando estiver encavalado com outro dente, quando nascer sem que o dente de leite tenha caído (isso acontece, veja aqui) ou quando o dente de leite estiver mole a muito tempo, mas sem sinais de que vá cair.

Agora, já com a “janelinha” aberta, você pode guardar o dente de recordação ou até fazer a brincadeira da fada do dente, colocando ele embaixo do travesseiro do seu filho. Porém, a dica mais importante é aproveitar para registrar o momento, já que logo o dente permanente irá ocupar o espaço. Esse novo dente pode aparecer em algumas semanas e levar de 6 a 8 meses para completar o crescimento.