Fertilização in vitro: 4 passos que você deve tomar ao iniciar esse processo | Macetes de Mãe
Fertilização in vitro

Fertilização in vitro: 4 passos que você deve tomar ao iniciar esse processo


4 de julho de 2019

Eu recebo muitas dúvidas de leitoras sobre fertilização in vitro. Eu não me sinto muito à vontade em responder, pois não sou especialista no assunto. Mas sempre que surge pauta sobre esse tema, gosto de compartilhar aqui no blog.

Para quem não sabe, embora as estimativas variem, a infertilidade afeta cerca de um em cada oito casais. Nos EUA, 1.000.000 bebês nascem usando fertilização in vitro (FIV) e outras Tecnologias de Reprodução Assistida. Esse processo funciona para a maioria dos casais e quem passa por isso, não está sozinho.

Recentemente, recebi o texto do Dr. Armando Hernandez-Rey, especialista e endocrinologista reprodutivo certificado, com 4 passos que a mulher deve tomar ao iniciar a fertilização in vitro. Achei bem interessante e resolvi compartilhar aqui para ajudar pessoas que estão iniciando os tratamentos de fertilidade. Desejo, do fundo do meu coração, aumentar as chances de sucesso dessas pessoas.

4 passos que a mulher deve tomar ao iniciar a fertilização in vitro

1. Faça sua pesquisa

O primeiro passo é verificar a reputação da prática, incluindo tanto o médico quanto a qualidade do laboratório. Como a maioria dos pacientes é encaminhada para um especialista em infertilidade pelo obstetra, seja proativo na consulta inicial e pergunte sobre as taxas de sucesso, especificamente sobre os pacientes em sua faixa etária e com a mesma condição.

Outra questão fundamental é perguntar sobre a qualidade do laboratório. O melhor indicador para a qualidade de um laboratório e a maneira mais justa de comparar os laboratórios é revisando as taxas de sucesso entre os pacientes com doadores, pois isso elimina as variações de idade e gravidade das condições.

Por fim, confie em seus instintos. Sentir que o médico está ouvindo você e se importando com você pode ser tão importante quanto as estatísticas.

2. Seja seu próprio defensor e pergunte sobre as últimas tecnologias do mercado

Os futuros pais também devem saber que existem novas tecnologias, equipamentos e protocolos que podem melhorar suas chances de engravidar. Por exemplo, testes genéticos mais avançados podem ser feitos nos pais antes que eles comecem a tentar, ou nos próprios embriões após os pacientes terem iniciado o processo de FIV. Além disso, novas tecnologias e equipamentos no laboratório podem aumentar as taxas de gravidez. Procure um laboratório que tenha feito investimentos nas tecnologias mais recentes. Por exemplo, a LifeAire aumentou as taxas de gravidez em quase 20% em estudos em 3500+ ciclos em vários centros em todo o país. Estamos orgulhosos que a Conceptions seja o único laboratório na Flórida com o sistema LifeAire.

3. Esteja preparado para os efeitos emocionais, físicos e financeiros do processo de FIV

Há definitivamente um grande componente emocional para homens e mulheres. A ansiedade sobre o investimento emocional e financeiro que você está fazendo é normal. Adicione os hormônios que são uma parte essencial do tratamento para as mulheres e você pode esperar alguns altos e baixos. No entanto, em geral, temos visto aumentos significativos nas taxas de gravidez, com muitos pacientes engravidando na primeira rodada de fertilização in vitro. Compartilhamos isso com a esperança de dar aos nossos pacientes uma sensação de calma e confiança no processo e em nós.

Planeje investir seu tempo, pois o processo é demorado. A Conceptions tenta minimizar o compromisso de tempo por ter uma equipe extra no início da manhã para os nossos pacientes que estão em processo poderem entrar e sair para monitoramento o mais rápido possível para o trabalho e outros compromissos. Tente obter o apoio que você precisa ou fazer acomodações no trabalho por algumas semanas em que você estiver nesse ciclo.

Lembre-se que muitas vezes este é um compromisso de tempo conjunto com o parceiro que irá ajudar com as injeções. Isso pode levar a momentos tensos: minha cunhada ainda brinca sobre o tempo em que ela teve para levantar o vestido de dama de honra para o marido lhe dar uma injeção no estacionamento de um local de casamento. A boa notícia é que eles podem rir disso agora.

Há também muitos grupos de apoio on-line, físico e em mídias sociais que podem oferecer conforto e humor (mas não aconselhamento médico, por favor!) Para ajudá-lo no processo.

4. Siga o protocolo para aumentar suas chances de sucesso

Seguir o protocolo e instruções médicas EXATAMENTE como foram passadas é um compromisso fundamental. Este processo requer planejamento antecipado e sempre deve ser verificado se você tem medicação suficiente à mão.

Você ou seu parceiro também precisam se sentir confiantes sobre a administração do medicamento. Nossos médicos e funcionários estão disponíveis para perguntas e encorajam você a entrar em contato quando tiver dúvidas ou precisar de apoio. Portanto, encontrar um escritório onde a equipe e o médico estejam atentos e acessíveis é extremamente importante.

Leia também: conheça mitos e verdades sobre infertilidade 

Então, para resumir. O que fazer quando você está iniciando a fertilização in vitro:

1. Confie em seu médico e equipe, conhecendo a taxa de sucesso de seu laboratório e confiando em seus instintos após sua consulta inicial.

2. Seja seu próprio defensor e pergunte sobre as últimas tecnologias no mercado, como a LifeAire.

3. Prepare-se o máximo possível financeiramente para as despesas; fisicamente pelo comprometimento de tempo; e emocionalmente pelos altos e baixos.

4. Siga o plano! Taxas de sucesso de fertilização in vitro estão subindo, poder você ter confiança no processo envolvido são fatores-chave na preparação para a fertilização in vitro.

Mas acima de tudo, tenha esperança. A ciência médica e seu médico estão do seu lado.

Fonte:  Dr. Armando Hernandez-Rey, especialista é endocrinologista reprodutivo certificado. O Dr. Hernandez-Rey fundou a Conceptions Florida para oferecer aos seus pacientes atenção pessoal com a mais avançada tecnologia. É especialista no tratamento de pacientes com SOP, endometriose, baixa reserva ovariana, idade materna avançada e infertilidade masculina. Ele também é um dos dois únicos especialistas em fertilidade em Miami Dade, oferecendo aos seus pacientes cirurgia robótica para tratar miomas (conhecidos como miomectomia) e endometriose, bem como reversões de ligadura de trompas.

CONHEÇA MEU LIVRO: “GRÁVIDA E PRÁTICA – UM GUIA SEM RODEIOS PARA A MÃE DE PRIMEIRA VIAGEM”:

PARA COMPRAR O LIVRO, CLIQUE:

Amazon: https://amzn.to/2S6NI8P
Livraria da Travessa: http://bit.ly/2PMLj10
Venda online com entrega em todo o Brasil