O que esperar da criança em cada faixa etária | Macetes de Mãe
criança em cada faixa etária

O que esperar da criança em cada faixa etária


25 de agosto de 2018

Toda mãe há de concordar comigo:  vivemos ansiosas e cheias de dúvidas sobre o que esperar da criança em cada faixa etária. Diariamente somos surpreendidas por gracinhas e fofurices. Inclusive, pelo desenvolvimento rápido dos nossos filhos. Desde o nascimento, a nossa vida passa a ser marcada por primeiras vezes. O primeiro sorriso, a primeira palavra, o primeiro passo, a primeira vez que sentou.

Ficamos desesperadas se o filho da vizinha já faz tudo isso antes do nosso. Começamos a pensar que tem algo errado. No entanto, sou da opinião que cada criança tem seu ritmo. E uma coisa é inegável, todas elas passarão por cada uma das etapas de desenvolvimento infantil.

No post de hoje, nossa colunista, a psicóloga Bruna Moreira, especialista em Neuropsicologia, aborda o desenvolvimento infantil em cada faixa etária. Confira!

Leia também: brincadeiras para estimular o desenvolvimento de crianças de 0 a 1 ano

O que esperar da criança em cada faixa etária – de 01 a 05 anos de idade

O desenvolvimento infantil é um processo pelo qual todas as crianças passam desde o nascimento até mais ou menos 6 anos de idade. As primeiras experiências das crianças, ou seja, os vínculos que elas criam com seus pais e seus primeiros aprendizados afetam profundamente seu posterior desenvolvimento físico, cognitivo, emocional e social. Acompanhe o crescimento do seu filho e descubra os principais marcos do desenvolvimento infantil por idade.

Sobretudo, é importante sempre lembrar aos pais que desenvolvimento infantil não significa corrida para ver quem é melhor, jamais compare seus filhos com os filhos de sua amiga. Cada criança se desenvolve em seu tempo dentro de um período considerado natural e saudável. Se você perceber atraso significativo na sua criança, procure um profissional.

O que esperar da criança em cada faixa etária:

01 ANO

Desenvolvimento Físico

  • Começa a andar, sobe e desce escadas, sobe nos móveis. O equilíbrio é inicialmente instável, uma vez que os músculos das pernas não estão ainda bem fortalecidos.
  • Melhoria da motricidade fina devido à prática – capacidade de segurar um objeto, o manipula, passa de uma mão para a outra e o larga deliberadamente. Por volta dos 20 meses, será capaz de transportar objetos na mão enquanto caminha;

Desenvolvimento Intelectual

  • Exibe maior curiosidade: gosta de explorar o que o rodeia;
  • Compreende ordens simples;
  • Embora possa estar ainda limitada a uma palavra de cada vez, a linguagem do bebê começa a adquirir tons de voz diferentes para transmitir significados diferentes.
  • Consegue estabelecer a relação entre um carrinho de brincar e o carro da família.

Desenvolvimento Social

  • Aprecia a interação com adultos que lhe sejam familiares, imitando e copiando os comportamentos que observa;
  • Maior autonomia: sente satisfação por estar independente dos pais quando inserida num grupo de crianças, necessitando apenas de confirmar ocasionalmente a sua presença e disponibilidade;
  • As suas interações com outras crianças são ainda limitadas.

Desenvolvimento Emocional

  • Embora esteja normalmente bem disposta, exibe por vezes alterações de humor (“birras”);
  • É bastante sensível à aprovação/desaprovação dos adultos.

02 ANOS

Desenvolvimento Físico

  • À medida que o seu equilíbrio e coordenação aumentam, a criança é capaz de saltar ou saltar de um pé para o outro quando está a correr ou a andar;
  • É mais fácil manipular e utilizar objetos com as mãos, como um lápis de cor para desenhar ou uma colher para comer sozinha;
  • Começa gradualmente a controlar os esfíncteres (primeiro os intestinos e depois a bexiga).

Desenvolvimento Intelectual

  • Fase de grande curiosidade, sendo muito frequente a pergunta “Por quê?”;
  • Manuseia bem talheres;
  • Vira páginas individuais dos livros;
  • Faz uma torre com 7 cubos;
  • Forma frases com 2 ou 3 palavras.

Desenvolvimento Social

  • A mãe é ainda uma figura muito importante para a segurança da criança. A criança já deve reagir melhor quando é separada da mãe, para ficar à guarda de outra pessoa, embora algumas crianças consigam este progresso com menos ansiedade do que outras;
  • Imita e tenta participar nos comportamentos dos adultos: por ex., lavar a louça.

Desenvolvimento Emocional

  • Inicialmente o leque de emoções é vasto, desde o puro prazer até a raiva frustrada. Embora a capacidade de exprimir livremente as emoções seja considerada saudável, a criança necessitará de aprender a lidar com as suas emoções e de saber que sentimentos são adequados, o que requer prática e ajuda dos pais;
  • Nesta fase, as birras são uma das formas mais comuns da criança chamar a atenção.

03 ANOS

Desenvolvimento Físico

  • Grande atividade motora: corre, salta, começa a subir escadas, pode começar a andar de triciclo; grande desejo de experimentar tudo;
  • Veste-se sozinha razoavelmente bem;
  • Copia figuras geométricas simples;
  • É cada vez mais independente ao nível da sua higiene; é já capaz de controlar os esfíncteres (sobretudo durante o dia).

Desenvolvimento Intelectual

  • Compreende a maior parte do que ouve e o seu discurso é compreensível para os adultos;
  • Utiliza bastante a imaginação;
  • Sabe o nome, o sexo e a idade;
  • Repete sequências de 3 algarismos;
  • Começa a ter noção das relações de causa e efeito;
  • É bastante curiosa e investigadora.

Desenvolvimento Social

  • É bastante sensível aos sentimentos dos que a rodeiam relativamente a si própria;
  • Tem dificuldade em cooperar e partilhar;
  • Preocupa-se em agradar os adultos que lhe são significativos, sendo dependente da sua aprovação e afeto;
  • Começa a perceber-se das diferenças no comportamento dos homens e das mulheres;
  • Começa a interessar-se mais pelos outros e a integrar-se em atividades de grupo com outras crianças.

Desenvolvimento Emocional

  • É capaz de se separar da mãe durante curtos períodos de tempo;
  • Começa a desenvolver alguma independência e autoconfiança;
  • Pode manifestar medo de estranhos, de animais ou do escuro;
  • Começa a reconhecer os seus próprios limites, pedindo ajuda;
  • Imita os adultos;

Desenvolvimento Moral

  • Começa a distinguir o certo do errado;
  • As opiniões dos outros, acerca de si própria assumem grande importância para a criança;
  • Consegue controlar-se de forma mais eficaz e é menos agressiva;
  • Utiliza ameaças verbais extremas, como por exemplo: “eu te mato!”, sem ter noção das suas implicações;

04 ANOS

Desenvolvimento Físico

  • Rápido desenvolvimento muscular;
  • Grande atividade motora, com maior controle dos movimentos;
  • Consegue escovar os dentes, pentear-se e vestir-se com pouca ajuda.

Desenvolvimento Intelectual

  • Adquiriu já um vocabulário alargado, constituído por 1500 a 2000 palavras; manifesta um grande interesse pela linguagem, falando incessantemente;
  • Compreende ordens com frases na negativa;
  • Articula bem consoantes e vogais e constrói frases bem estruturadas;
  • Compreende as diferenças entre a fantasia e a realidade;
  • Compreende conceitos de número e de espaço: “mais”, “menos”, “maior”, “dentro”, “debaixo”, “atrás”;
  • Começa a reconhecer padrões entre os objetos: objetos redondos, objetos macios, animais…

Desenvolvimento Social

  • Gosta de brincar com outras crianças; quando está em grupo, poderá ser seletiva acerca dos seus companheiros;
  • Gosta de imitar as atividades dos adultos;
  • Está a aprender a partilhar, a aceitar as regras e a respeitar a vez do outro;

Desenvolvimento Emocional

  • Os pesadelos são comuns nesta fase;
  • Tem amigos imaginários e uma grande capacidade de fantasiar;
  • Procura frequentemente testar o poder e os limites dos outros;
  • Exibe muitos comportamentos desafiantes e opositores;
  • Os seus estados emocionais alcançam os extremos: por ex., é desafiante e depois bastante envergonhada;
  • Tem uma confiança crescente em si própria e no mundo.

Desenvolvimento Moral

  • Tem maior consciência do certo e errado, preocupando-se geralmente em fazer o que está certo; pode culpar os outros pelos seus erros (dificuldade em assumir a culpa pelos seus comportamentos);

05 ANOS

Desenvolvimento Físico

  • A preferência manual está estabelecida;
  • É capaz de se vestir e despir sozinha;
  • Assegura sua higiene com autonomia;
  • Pode manifestar dores de estômago ou vômitos quando obrigada a comer comidas de que não gosta; tem preferência por comida pouco elaborada, embora aceite uma maior variedade de alimentos;

Desenvolvimento Intelectual

  • Fala fluentemente, utilizando corretamente o plural, os pronomes e os tempos verbais;
  • Grande interesse pelas palavras e a linguagem;
  • Pode gaguejar se estiver muito cansada ou nervosa;
  • Segue instruções e aceita supervisão;
  • Conhece as cores, os números, etc.
  • Capacidade para memorizar histórias e repeti-las;
  • É capaz de agrupar e ordenar objetos tendo em conta o tamanho;
  • Começa a entender os conceitos de “antes” e “depois”, “em cima” e “em baixo”, etc., bem como conceitos de tempo: “ontem”, “hoje”, “amanhã”.

Desenvolvimento Social

  • A mãe é ainda o centro do mundo da criança, pelo que poderá recear a não voltar a vê-la após uma separação;
  • Copia os adultos;
  • Brinca com meninos e meninas;
  • Está mais calma, não sendo tão exigente nas suas relações com os outros; é capaz de brincar apenas com outra criança ou com um grupo de crianças, manifestando preferência pelas crianças do mesmo sexo;
  • Brinca de forma independente, sem necessitar de uma constante supervisão;
  • Começa a ser capaz de esperar pela sua vez e de partilhar;
  • Conhece as diferenças de sexo;
  • Aprecia conversar durante as refeições;
  • Começa a interessar-se por saber de onde vêm os bebês;
  • Está numa fase de maior conformismo, sendo crítica relativamente aqueles que não apresentam o mesmo comportamento.

Desenvolvimento Emocional

  • Pode apresentar alguns medos: do escuro, de cair, de cães ou de dano corporal, embora esta não seja uma fase de grandes medos;
  • Se estiver cansada, nervosa ou chateada, poderá apresentar alguns dos seguintes comportamentos: roer as unhas, piscar repetidamente os olhos, fungar, etc.
  • Preocupa-se em agradar aos adultos;
  • Maior sensibilidade relativamente às necessidades e sentimentos dos outros;
  • Envergonha-se facilmente.

Aprendemos sobre o jeito de ser de cada criança através da forma como se relaciona com seus amigos, seus brinquedos, como manifesta suas vontades e afetos; tolera suas frustrações, através das primeiras expressões gráficas e da linguagem”.

Gostou desse vídeo? Assista também esse vídeo, no canal MdM, com dicas de brincadeiras para crianças de 1 ano de idade: